Compartilhe este texto

Sorocaba vê direita dividida para a disputa à prefeitura em outubro

Por Folha de São Paulo

29/05/2024 19h48 — em
Política



RIBEIRÃO PRETO, SP (FOLHAPRESS) - O cenário pré-eleitoral em Sorocaba apresenta até aqui seis nomes que poderão participar do pleito à prefeitura em outubro —todos já conhecidos das urnas para os eleitores locais.

A dois meses das convenções partidárias, a direita se dividiu, com o PL lançando pré-candidato —a previsão era que o partido estaria junto ao atual prefeito na disputa.

Dentre os pré-candidatos, anunciados por seus partidos ou por eles próprios, três disputaram o cargo de chefe do Executivo municipal na última eleição, enquanto os outros três já se candidataram a vereador, vice-prefeito ou deputado estadual.

Governada por Rodrigo Manga (Republicanos) desde o início de 2021, Sorocaba terá na disputa da próxima eleição municipal o atual ocupante do cargo, assim como Renan Santos (PDT) e Carlos Peper (Solidariedade), que concorreram ao posto quatro anos atrás.

Na relação de pré-candidatos, estão ainda o deputado estadual Danilo Balas (PL), a ativista Miriam Algarra (Rede) e o sindicalista Paulinho dos Condutores (PT).

Presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto anunciou no fim de abril que Balas era pré-candidato à prefeitura pela legenda.

A expectativa, até então, era a de que o PL estaria entre os partidos que apoiariam Manga na nova disputa eleitoral, inclusive com a expectativa de indicação do vice. Houve, porém, um recuo nas conversas.

O deputado estadual, que está em seu segundo mandato e é agente da Polícia Federal, disse em entrevista a uma rádio local que a intenção inicial era compor com o Republicanos, mas que seu nome foi escolhido por seus aliados após o atual prefeito não ter cumprido um acordo com o grupo.

Já Manga obteve na última semana o apoio de oito partidos: Avante, DC, PSD, Mobiliza, MDB, Podemos, PMB e União Brasil.

O professor universitário Renan Santos, por sua vez, poderá disputar pela segunda vez a prefeitura, novamente pelo PDT. Eleito vereador, exerceu seu mandato entre 2017 e 2020, ano em que buscou o posto de prefeito.

Já Paulinho dos Condutores é membro do sindicato dos rodoviários da região de Sorocaba e tentou ser vice-prefeito na última eleição, na chapa com Raul Marcelo (PSOL), que não chegou ao segundo turno por pouco mais de 3.000 votos.

Miriam Algarra, por sua vez, tentou uma vaga à Câmara municipal na eleição de 2020, quando estava no PT e ficou na suplência. Dois anos depois, tentou sem sucesso ser eleita deputada estadual. Se confirmada sua candidatura, será a primeira disputa dela à prefeitura.

Já Peper, jornalista e radialista, é formado em gestão pública e é atualmente vice-presidente do Solidariedade.

Segunda cidade mais populosa do interior, com 723.682 habitantes, conforme o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Sorocaba teve uma eleição apertada em 2020, ano em que oito nomes tentaram chegar à prefeitura.

A disputa foi vencida por Manga num segundo turno apertado contra a então prefeita, Jaqueline Coutinho (à época no PSL). Após obter 39,42% dos votos válidos no turno inicial, ante 16,63% da ex-prefeita, no segundo turno o atual chefe do Executivo municipal somou 52,58% dos votos, enquanto Jaqueline obteve 47,42%.

Renan Santos obteve 3,38% dos votos válidos, e Peper, 0,53%.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Política

+ Política