Compartilhe este texto

Carol Braz diz ter história pública para ser a primeira governadora do Amazonas

Por Portal do Holanda

19/05/2022 16h28 — em
Política


Foto: Divulgação

Manaus/AM - A defensora pública e pré-candidata ao Governo do Estado, Carol Braz (PDT), afirmou nesta quinta-feira (19), que tem experiência e que está preparada para assumir a cadeira de governadora do Amazonas pela sua experiência como servidora pública.

“Eu venho da justiça. Tive uma experiência na Secretaria de Justiça e percebi que o estado tem recursos e  condições de melhorar a vida das pessoas, mas temos políticos que não têm vontade de fazer. É preciso juntar o preparo, a competência e a vontade de fazer. Percebi que era necessário dar um passo a mais. Como defensora, eu já podia ajudar, mas um número limitado de pessoas.  Acredito que  como governadora, eu poderei fazer  muito mais”, disse em entrevista para ao programa +Brasil News.

Carol Braz detalhou que traz na bagagem 20 anos como servidora pública, tendo ocupado todas as funções por mérito próprio. “Eu trago minha experiência como policial, escrivã de polícia. Já fui juíza, sou defensora pública licenciada, fui secretária de justiça. Essa minha experiência vai fazer total diferença nessas eleições. A gente já percebeu que a escolha de uma pessoa inexperiente trás muitos problemas para nosso estado", lembrou a pré-candidata.

O preconceito de gênero também foi abordado durante a entrevista. O Amazonas, em 75 anos que realiza eleições para a escolha de governador, nunca contou com uma ocupante mulher na cadeira de chefe do poder executivo.

“Tenho percebido que está havendo mudança neste sentido. Hoje, eu sou a primeira mulher com chances reais de ser governadora do Amazonas. Infelizmente, temos que a todo tempo ficar comprovando nosso potencial. Ganhei um prêmio nacional na Defensoria Pública, mostrando que nossa capacidade e competência tem reconhecimento nacional. Percebemos que hoje, governos de mulheres foram os que deram as melhores respostas durante a pandemia. A gente tem exemplos na Alemanha, Taiwan, Nova Zelândia. Pesquisas mostram que governos de mulheres são menos corruptos, dão mais atenção ao social, a saúde e educação”, ressaltou. 

Redes Sociais

O desafio de popularizar seu  nome e propostas em curto espaço de tempo também foi abordado. Sendo o Amazonas o maior estado em extensão territorial e não dispondo de máquinas públicas (estado e prefeituras) para auxiliar como a divulgação, a pré-candidata do PDT enfrenta um grande desafio, que ela garante superar com o uso da tecnologia.

“O celular e as redes sociais facilitaram o acesso à informação. Se acontece algo na Europa, a gente fica sabendo quase instantaneamente. Quando acontece algo aqui em Manaus, lá em Tabatinga, São Gabriel da Cachoeira, Juruá, todos ficam sabendo. Acredito na força das redes sociais e na força do povo para divulgar nossas propostas e conseguir a aprovação”, assegurou.



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Política

+ Política