Compartilhe este texto

Câmara aprova projeto que favorece réu em caso de empate

Por Folha de São Paulo

28/02/2024 21h00 — em
Política



BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O plenário da Câmara dos Deputados rejeitou emenda proposta pelo Senado Federal e aprovou na noite desta quarta-feira (28) um projeto que estabelece que todos os julgamentos de matéria penal no STF (Supremo Tribunal Federal) e STJ (Superior Tribunal de Justiça) que terminarem em empate devem favorecer o réu.

Hoje, os tribunais superiores adotam esse entendimento apenas para a concessão de habeas corpus.

O texto foi aprovado pela Câmara em março do ano passado e sofreu modificações no Senado na semana passada, por isso teve que retornar à Casa. O relator da proposta, deputado Elmar Nascimento (União Brasil-BA), rejeitou as mudanças feitas pelos senadores.

No ano passado, ao ser aprovado na Câmara, o texto gerou críticas de parlamentares defensores da Operação Lava Jato. O então deputado Deltan Dallagnol, ex-coordenador da força tarefa da operação até 2020, chegou a afirmar que a medida favorecia bandidos e criminosos.

No Senado, o relator do texto, senador Weverton Rocha (PDT-MA), acatou uma emenda para evitar "empates artificiais" a favor do réu, beneficiando-o em habeas corpus em qualquer circunstância. Nos casos com recursos, no entanto, se buscaria um quórum necessário para que não houvesse empates.

Por esse texto aprovado no Senado, a análise da ação seria adiada por até três meses até que o colégio recursal, tribunal, câmara, turma ou seção estivesse completa. O texto também estabelecia que, havendo empate, o presidente do grupo proferiria o voto de desempate.

Agora, a Câmara volta ao texto aprovado inicialmente pelos deputados e que determina que o réu será beneficiado com o empate de forma imediata, mesmo se algum ministro faltar ao julgamento. O texto seguirá para sanção presidencial.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Política

+ Política