Escrivães e investigadores da Polícia Civil são contemplados com isonomia salarial e nível superior

Por

03/07/2014 16h35 — em

Por unanimidade de 21 votos, o Projeto de Lei nº 214/14, que promove a isonomia salarial dos escrivães e investigadores da Polícia Civil do Estado do Amazonas, encaminhado pelo governo estadual, foi aprovado na Assembleia Legislativa do Amazonas, nesta quinta-feira. Com a nova lei, as duas categorias serão enquadradas como técnicos de nível superior. Atualmente as duas categorias são enquadradas como servidores de nível médio.

Como a categoria dos peritos da Polícia Civil, que são servidores de nível superior, não foi contemplada no mesmo Projeto de Lei, o líder do governo na Assembleia legislativa, deputado Sidney Leite se comprometeu com a categoria de encaminhar ao governo estadual uma proposta para que esses profissionais sejam incluídos no projeto aprovado.  

O presidente da Aleam, deputado Josué Neto, intermediou as reivindicações e negociações dos servidores da Polícia Civil com o governo do Estado a fim de que fossem contemplados com o novo enquadramento, já que são profissionais de nível superior e qualificados A relatoria do projeto foi feita pelo deputado estadual David Almeida.

 

Agradecimento


O presidente da Associação de Escrivães de Polícia do Amazonas, Odirlei Araújo Vasconcelos, agradeceu a oportunidade dada aos escrivães e investigadores de polícia do Amazonas e o empenho dos deputados na votação da matéria por unanimidade, em particular o relator David Almeida, além dos deputados Marco Antonio Chico Preto, Marcelo Ramos, José Ricardo e o governador José Melo pela sensibilidade com que recebeu a proposta dos policiais.

+