Siga o Portal do Holanda

Política

Bolsonaro rebate críticas de Haddad e retoma ataques da campanha eleitoral

Publicado

em

Foto: Reprodução

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Quatro dias após assumir a Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL) voltou a bater boca em redes sociais neste sábado (5) com o seu principal adversário da campanha eleitoral, Fernando Haddad (PT).

Bolsonaro respondeu a críticas do petista feitas na internet e o chamou de "marmita" e de "fantoche de presidiário", em referência ao ex-presidente Lula.

"Haddad, o fantoche do presidiário corrupto, escreve que está na moda um anti-intelectualismo no Brasil. A verdade é que o marmita, como todo petista, fica inventando motivos para a derrota vergonhosa que sofreram nas eleições, mesmo com campanha mais de 30 milhões mais cara", publicou Bolsonaro.

Na noite de sexta-feira (5), o candidato derrotado do PT à Presidência havia postado em seu perfil um artigo de um jornalista alemão que vive no Brasil tratando de anti-intelectualismo. Nos últimos dias, o petista também havia criticado o reajuste abaixo do previsto do salário mínimo pelo novo governo, as mudanças na Funai e insinuou que o imbróglio envolvendo o aumento do IOF mostrou o motivo pelo qual Bolsonaro não participou de debates no segundo turno.

Em outra postagem, Bolsonaro publicou: "Eles [adversários] procuram e criam todos os motivos possíveis para estarem sendo rejeitados pela maioria da população, só não citam o verdadeiro: o PT quebrou o Brasil de tanto roubar, deixou a violência tomar."

No segundo turno da eleição, Bolsonaro e Haddad trocaram ataques em seus perfis no Twitter. O petista criticou a ausência do rival nos debates, enquanto o então candidato do PSL respondia o chamando de "poste".

Os 24 deputados do Am colocados no mesmo cesto de maçãs podres

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.