Compartilhe este texto

PM que matou irmã, agrediu grávida e deu tiros em bar antes do assassinato

Por Portal do Holanda

04/07/2022 10h20 — em
Policial


PM se diz arrependida - Foto: Reprodução

O caso da Polícia Militar Rhaillayne Oliveira de Mello, que matou a própria irmã a tiros no último sábado (2), começou a ser revelado em detalhes.

Depoimentos de testemunhas relatam que antes de matar Rhãyna Oliveira, a PM  já tinha agredido outra irmã que está gestante e tinha se envolvido em uma confusão em um bar, onde chegou a sacar a arma e atirar para cima, para intimidar proprietários e funcionários.

A confusão começou quando a agente voltava da festa de uma tia, em um carro de aplicativo com a mãe e a irmã grávida. Na ocasião, segundo depoimento do marido dela, Leonardo de Paiva Barbosa, que também é militar e foi quem a prendeu, ela estava bêbada e teria criado confusão com o motorista.

A mãe e a irmã interviram e chateada, a PM Rhaillayne acabou agredindo a grávida com arranhões no braço. A mulher decidiu então entrar em contato com Rhãyna para falar o que tinha acontecido e mandou fotos dos braços machucados.

A vítima estava em um bar com o pai de sua filha e chegou a mostrar para ele a foto das marcas no corpo da irmã. Após a confusão, a mãe e a gestante seguiram para casa, mas Rhaillayne decidiu ir para um posto de combustíveis beber ainda mais.

Ela mandou mensagem para a Rhãyna e chamou a irmã para encontrar com ela em um bar. A mulher foi e passou um tempo com a PM, mas em seguida o bar fechou e foi aí que a segunda confusão teve início.

A policial quis usar o banheiro após o fechamento do local e como os donos não permitiram, ela atirou para cima e discutiu com funcionários. A mulher ainda tentou “forçar a entrada”, disse Gabriel  de Souza, namorado da vítima.

Depois disso, elas foram para um posto de combustível e se desentenderam. Nesse momento,  a vítima ligou para o marido da irmã que foi ao local, mas o clima estava tenso.

A PM acertou um soco em Rhãyna, ela revidou e derrubou a irmã e no meio da briga, a policial levantou já sacando a arma e atirando várias vezes contra a irmã.

O marido de Rhaillayne disse que a PM chegou a errar os primeiros disparos, mas depois atingiu a jovem que morreu ainda no local.

 



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Policial

+ Policial