Compartilhe este texto

Investigação da PF indica ligação de ex-secretário de Segurança a grupo de extermínio

Por Portal Do Holanda

06/07/2019 13h30 — em
Policial



Após acesso a escutas telefônicas autorizadas, a Polícia Federal concluiu que o secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Louismar Bonates, conversa policiais militares acusados de integrar grupo de extermínio formado na corporação.

A descoberta foi feita durante o inquérito sobre o assassinato do ex-policial civil Clidevar Lima, ocorrido em 2005. Na gravação da conversa, feita em junho de 2005, Bonates, na época tenente-coronel da PM, conversa com um amigo sobre a prisão de um suposto criminoso, que também teria sido agredido por ele.

O corpo do ex-policial civil foi encontrado a poucos metros do sítio de Bonates, segundo a PF, que descobriu o local era ter sido um ponto de encontro de Bonates com outros policiais militares integrantes do grupo de extermínio.

Entre os integrantes do grupo, está o então chefe da inteligência da PM do Amazonas coronel Felipe Arce Rio Branco, que foi preso em  novembro de 2005, dentre outros 23 suspeitos.

Nessa operação, Bonates não chegou a ser preso, mas continuou sendo investigado. Quando o processo foi encaminhado para a Justiça estadual, o Ministério Público do Amazonas MP-AM) justificou não ter denunciado Bonates por falta de provas.

Outra investigação da PF que encontra indícios da participação de Bonates foi a que resultou na Operação La Muralha, em 2015.

Bonates teria feito um acordo com um dos chefes de uma facção criminosa que atua no Amazonas para reduzir as mortes no sistema prisional na época em que era o secretário de Administração Penitenciária.

O secretário, na ocasião, repudiou o que denominou de “tentativa de associar o nome dele a qualquer tipo de ação ilícita” e afirmou ser inocente. De acordo com ele, as duas operações haviam ocorrido mais de uma década e ele não respondia a nenhum processo na Justiça por falta de provas.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Policial

+ Policial