Família revela motivo da morte de jovem achado com bilhete em Manaus

Por Portal do Holanda

21/09/2020 12h03 — em Policial

Jovem teve o rosto desfigurado - Foto: Reprodução/Família

Manaus/AM - Familiares de Luciano da Silva Marinho, 18, afirmam que o jovem encontrado morto no dia 14 deste mês, no ramal dos Amigos situado no km 26 da AM-10, não era estuprador, como dizia o bilhete que foi encontrado ao lado de seu corpo. A família disse ainda, que desde a morte do jovem estão recebendo ameaças de pessoas desconhecidas.

 

A mãe de Luciano, contou que o jovem estava desaparecido e foi identificado por eles através da live transmitida pelo Portal do Holanda. 

"Falei com meu filho no sábado, dia 12, depois disso ele desapareceu. Na segunda-feira (14), o Portal do Holanda fez uma transmissão ao vivo de um encontro de cadáver em um ramal. O tio dele acabou identificado que era meu filho, pelas roupas e tatuagens divulgada na reportagem", disse. 

De acordo com a mãe de Luciano, o filho não era estuprador, ele estava em Manaus trabalhando e morava com sua esposa. "Eu tive um sonho com o meu filho, e liguei pra ele, mas ele não atendia mais. Ai falei com a esposa dele, que disse que meu filho estava desaparecido. Eu não aceito isso, que no bilhete disse que ele era, meu filho era brincalhão e trabalhador", comentou. 

O tio da vítima, contou que em conversa por telefone o sobrinho contou que estava sendo ameaçado por uma facção criminosa. Isso porque ele teria filmado uma mulher casada, traindo seu marido. Ele ainda teria procurado a mulher e dito que se ela não pagasse ele, o mesmo iria passar as imagens da traição para o marido dela. "O homem que estava com a mulher casada era membro de uma facção criminosa, então decidiu matar meu sobrinho. A esposa dele contou, que no sábado a noite, os traficantes teriam ido na casa e pegado ele, levando ainda o padrasto dela. Mas ele foi solto e o Luciano morto", relatou. 

Durante a entrevista desta segunda-feira (21) ao vivo no Portal do Holanda, a família de Luciano recebeu uma ligação anônima, onde a pessoa ameaçou que também vai matar a mãe dele. 

A polícia está investigando o caso.