Família de amazonense morta por ex-marido em Roraima pede justiça

Por Portal do Holanda

17/09/2021 11h52 — em Policial

Foto: Arquivo Pessoal

Manaus/AM - Familiares de Taluany da Silva pedem Justiça pela morte da técnica de enfermagem amazonense, de apenas 19 anos, assassinada pelo ex-companheiro, José Antônio Sousa Melo, em dezembro de 2020.

José vai a júri popular no próximo dia 30 de setembro na cidade de Alto Alegre, em Roraima. Ele  confessou ter assassinado a técnica de enfermagem amazonense com quase 30 facadas após uma discussão na casa da jovem.

Micislene da Silva Braga, mãe de Taluany, conversou com  nossa equipe de reportagem e se emocionou ao falar da filha:

“Estamos há 9 meses sem a Taluany e ainda dói muito. Eu não aceito ninguém dizer que foi Deus que tirou minha filha, porque foi esse homem que tirou ela da gente, que assassinou ela. A Talu tinha 19 anos, uma vida inteira pela frente, com muito sonhos e conquistas”, desabafa.

Thayna Braga Costa, irmã da técnica de enfermagem também falou sobre a expectativa da família:

“Nesse julgamento a gente espera que ele seja condenado com a condenação máxima, porque o que ele fez foi uma crueldade. Isso abalou tanto a nossa família quanto as pessoas onde nós moramos. Esperamos que ele pague por cada gota de sangue derramado da minha irmã, cada dor que ela sentiu, cada sofrimento. No meu coração, eu não queria apenas que ele pagasse, porque ele tirou a vida de uma jovem cheia de sonhos para se realizarem. Ele tirou aquele lindo sorriso da gente, aquele carisma, aquele jeito espontâneo dela de levar a vida (...), essa dor que estamos sentindo eu não desejo pra ninguém”, lamenta Thayna.

Toda a família da vítima ainda está muito abalada com a perda, mas não vai deixar de lutar por Justiça.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Policial