Adolescente finge ser traficante para extorquir colega no Amazonas

Por Portal do Holanda

19/10/2020 21h41 — em Policial

Delegada Roberta Merly - Foto: Divulgação

Manaus/AM - Na última sexta-feira (16), por volta das 17h30, policiais civis da Delegacia Especializada de Polícia de Manacapuru, apreenderam em flagrante, um adolescente de 16 anos, por ato infracional análogo ao crime de extorsão. A apreensão ocorreu no bairro da Liberdade, naquele município.

Conforme a delegada Roberta Merly, titular da unidade policial, a extorsão começou quando o adolescente inventou, para um colega de 19 anos, que devia dinheiro à um traficante, e caso ele não o pagasse, a filha do adolescente, uma bebê de três meses, seria morta. Na ocasião, o jovem, com receio do que poderia acontecer com a criança, emprestou R$ 500 ao adolescente para que ele quitasse a dívida.

Após isso, o menor de idade usou a figura do traficante para intimidar e ameaçar a vítima. “O adolescente confessou o crime e nos relatou que passou a mandar áudios e mensagens ao colega, dizendo que o traficante, para o qual ele alegava trabalhar, estava exigindo mais dinheiro e caso os valores solicitados não fossem repassados, a vítima seria morta”, explicou a delegada. A vítima foi extorquida cinco vezes, e no total entregou ao adolescente cerca de R$ 5 mil, e quando não tinha mais dinheiro para dar ao infrator, ela procurou a delegacia, na tarde da data mencionada, para realizar a denúncia sobre o ocorrido.

“Enquanto a vítima registrava o Boletim de Ocorrência (BO), ela recebeu mensagens do menor de idade, momento que acionamos a equipe de investigação, marcamos um encontro com o infrator e nos deslocamos até o local marcado. No endereço, encontramos ele em posse do aparelho utilizado para praticar as ameaças e intimidações, e demos a voz de prisão em flagrante”, finalizou a delegada.

Procedimentos – O adolescente irá responder por ato infracional análogo ao crime de extorsão. Após os procedimentos cabíveis, ele permanece apreendido na delegacia, aguardando a decisão de liberação ou internação do Ministério Público.