Troca de experiências é objetivo do ‘Papo Reto’ que estreia em Manaus

Por Portal do Holanda

13/04/2020 15h29 — em Amazonas

Foto: Divulgação/Semed

Manaus/AM - Estreia, às 10h10, desta terça-feira, 14/4, no canal 2.5 ou 32.5, da TV Aberta, o programa “Papo Reto”, desenvolvido pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed). Esta é mais uma iniciativa para promover o diálogo e a troca de experiências, neste período de isolamento social, bem como buscar a interatividade em uma conversa bem informal, com a participação de professores, pais e estudantes. 

O programa é gravado no Centro de Mídias do Estado do Amazonas (Cemeam) e faz parte do projeto “Aula em Casa”, desenvolvido pela Prefeitura de Manaus e Governo do Estado, por meio de Termo de Cooperação Técnica entre Semed e Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc), voltado para estudantes, familiares e educadores das redes municipal e estadual de ensino.

O “Papo Reto” passa a ser exibido todas as terças-feiras, às 10h10, no canal 2.5 da TV aberta, com duração de 30 minutos, e com reprise às quintas-feiras, no mesmo horário e canal. A ferramenta de comunicação foi elaborada pela Gerência de Formação Continuada (GFC), da Semed. 

A intenção também é fomentar o interesse de participação direta, no programa, dos atores principais neste processo de aulas, encontros, debates formativos e de todas as ações não presenciais, incluídas no projeto “Aula em Casa”. Os interessados podem enviar sugestões de novos temas, dúvidas, ou mesmo apontar interesse em participar de outras edições pelo [email protected], ou pela redes sociais no @semed_manaus, pelo Instagram; ou pelo /semedmanaus, no Facebook.

De acordo com a coordenadora do Programa de Tutoria da Semed, Adriana Guimas, essa é mais uma ação para auxiliar os professores, pais e alunos nessa nova modalidade de ensino a distância, oferecida pelas redes públicas de ensino aos mais de 450 mil estudantes de escolas municipais e estaduais.

“Esse será um canal de formação e informação para que possamos passar por esse período de isolamento social. Por isso, escolhemos falar sobre os recursos tecnológicos que os professores podem usar na interação com os alunos e ainda engajar as famílias nesse processo de ensino-aprendizagem”, explicou Guimas.