Palestra de Oscar termina com vaias e abandono em massa

Por Portal do Holanda

21/11/2014 9h04 — em Esportes

Uma palestra de Oscar Schmidt, de 56 anos, sobre obstinação para alunos de uma faculdade de Caruaru não acabou bem no último domingo. Mais de dois mil alunos estiveram presentes no evento realizado em um shopping center da cidade, cerca de 600 pessoas deixaram  o lugar.

Segundo o mediador da palestra, o Mão Santa demonstrou “arrogância” e “estrelismo”.

O evento teve xingamento, vaias e abandono do lugar em massa pelos participantes. O ex-jogador não foi encontrado para comentar sobre o assunto. A mulher e secretária do ex-atleta, Maria Cristina Victorio Schmitdt, afirmou não querer se manifestar sobre o assunto.

Para realizar a palestra Oscar recebeu um cachê de R$ 40 mil, mas a direção da faculdade estima gastos de R$ 80 mil com locação do espaço, publicidade e demais despesas com o ex-jogador, como passagens aéreas, alimentação e transporte.

O clima começou a ficar tenso quando Oscar demonstrou irritação por causa de uma falha no sistema de som do evento. De acordo com Marcos Ferreira, aluno de educação física, na palestra, o ex-jogador foi “grosseiro com o público” e não estaria preparado para realizar palestras.

“O microfone sem fio dele estava dando interferência e ficava fazendo um barulho. Ofereceram outro microfone para ele, mas ele disse que não usava aquele tipo porque era microfone de amador. Enfim, eu fui ver um exemplo, esperando levar ensinamentos para minha vida profissional, e saí com uma sensação terrível. Ele disse que sairia com uma má impressão de Caruaru, mas ele que destruiu tudo que nós pensávamos sobre o atleta”.

Outro relatos afirma ainda que Oscar chegou atrasado ao shopping e se irritou quando o computador não apresentou conexão com o aparelho para exibição de slides disponibilizados pela faculdade, se recusou a disponibilizar o material em um pen drive alegando se tratar de conteúdo particular.

A atitude gerou muita revolta em diversos estudantes que passaram a vaiá-lo e deixar a sala. A irritação de Oscar foi aumentando a medida que alunos deixavam asala.

Em nota de esclarecimento da faculdade para os alunos, que foram dispensados de fazer um relatório sobre a palestra constava:

“Enfatizamos que este núcleo não compactua nem aceita a atitude grosseira do palestrante para com os nossos alunos, os quais, sabiamente reconhecemos, deixaram seus afazeres no dia de domingo, pós-feriado, para buscar conhecimento. Portanto, informamos, que em protesto à conduta arbitrária e prepotente do palestrante, na elaboração do TCD, o aluno poderá, se assim o desejar, deixar de relatar a palestra ‘Obstinação’ “, diz trecho da nota.