Segundo suspeito de matar dono de lancha no Careiro da Várzea é preso em Manaus

Por Portal do Holanda

23/03/2020 16h04 — em Policial

Manaus/AM - Na noite da última sexta-feira (20), por volta das 19h30, a equipe de investigação da 35ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Careiro da Várzea, sob a coordenação da delegada-geral, Emília Ferraz, e do delegado David Jordão, titular da unidade policial, cumpriu mandado de prisão temporária em nome Geovane Sarrazim Nascimento, 20, pela participação no homicídio do canoeiro Isaías Araújo de Brito. O crime ocorreu no dia 7 de fevereiro deste ano, naquele município.

Careiro A ação policial, que culminou na prisão do infrator no bairro Cidade Nova, situado na zona norte da capital, teve o apoio de policiais civis do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Fera), e do 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

De acordo com o delegado Jordão, as equipes policiais receberam informações, por meio de denúncias anônimas, acerca de um indivíduo com as características de Geovanne, que estaria morando no bairro Petrópolis, na zona sul de Manaus. Diante disso, os investigadores iniciaram os procedimentos de diligências, e montaram campana na localidade, a fim de surpreender o indivíduo.

“Após três dias de intenso trabalho investigativo, o infrator solicitou uma corrida por um aplicativo de transporte, para tentar fugir do bairro Petrópolis. No entanto, os policiais civis perseguiram o carro e conseguiram lograr êxito na prisão de Geovane, quando o automóvel trafegava pelas proximidades do bairro Cidade Nova”, explicou o titular da 35ª DIP.

Conforme o delegado David, no dia do homicídio, Geovane, acompanhado de outro comparsa, identificado como Lucas Medeiros Fernandes, que continua sendo procurado pelas equipes de investigação, adentraram a lancha de fretes da vítima, efetuaram disparos de arma de fogo contra Isaías e, em seguida, jogaram o corpo do homem no rio. Em seguida, a dupla se escondeu na sede do Careiro da Várzea, onde obteve a ajuda do estudante Maykon Figueiredo Gonçalves, que também já foi preso.

Jordão destacou que as investigações em torno do caso seguem em andamento, a fim de esclarecer completamente as circunstâncias do delito, além de localizar e prender Lucas. A ordem judicial em nome do estudante foi expedida no dia 5 de fevereiro, pela juíza Fabíola de Souza Bastos Silva, da Comarca de Careiro da Várzea.

Geovane foi indiciado por homicídio qualificado. Após os trâmites cabíveis, ele será encaminhado para uma unidade prisional de Manaus, onde ficará à disposição da Justiça.

Delações acerca do paradeiro de Lucas podem ser feitas por telefone pelo 181, o disque-denúncia da SSP-AM. A denúncia é anônima e o serviço funciona 24 horas por dia.