Siga o Portal do Holanda

Policial

Motorista de app encontrado morto foi brutalmente torturado e teve rosto queimado em Manaus

Publicado

em

Foto: Reprodução

Manaus/AM - Familiares do motorista de aplicativo Júlio César da Silva Pereira, 50, fizeram o reconhecimento do corpo na tarde desta quita-feira (15), no Instituto Médico Legal (IML).

De acordo com a mãe da vítima, identificada por Wanda, ele não teria rixa com nenhuma pessoa. Ela disse também que ele nunca contou se estava sendo ameaçado.

A mãe de Júlio contou que no IML, a perícia falou por alto que a causa da morte seria estrangulamento, mas que a vítima  teve o rosto possivelmente queimado, o dedo da mão direita quebrada e uma orelha cortada. Há suspeita ainda que ele possa ter sofrido abuso sexual.

Essas informações serão confirmadas após o laudo oficial que deve sair em 30 dias.

Facções criminosas com poder de influenciar eleição para prefeito de Manaus

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.