Vanessa desafia candidato a deixar PSDB

Por

24/08/2012 0h19 — em

A Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) movida pelo governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB) contra os incentivos fiscais concedidos pelo governo do Amazonas às indústrias da Zona Franca de Manaus, provocou no debate desta quinta (23), na sede da TV Rio Negro, afiliada da Band, uma cobrança da candidata da coligação Melhor pra Melhor (PCdoB, PMDB, PP, PSD, PSL, PT, PTN e PV), Vanessa, ao adversário Arthur Neto, que é do PSDB.

Como o candidato tucano havia dito que rompeu com o governador do seu partido por causa da Adin, a candidata foi taxativa: “Não adianta dizer que rompeu, quando a gente faz uma sociedade e rompe tem que ser no papel, a gente rompe e sai do partido”, disse ela no contexto de uma resposta dada ao candidato Pauderney Avelino (DEM), que também fez dura crítica ao PSDB pela ação contra o Amazonas.

Numa resposta sobre a área de saúde que concedia ao candidato Serafim Correa (PSB), o tucano desviou-se do tema e respondeu à candidata que essa era uma questão interna do seu partido.

Pauderney questionou o que Vanessa faria como prefeita para enfrentar uma ação dessa do PSDB que se for julgada favorável pode acabar com os 120 mil empregos na Zona Franca. Vanessa respondeu que a ação não vai prosperar, porque toda a bancada em Brasília será rigorosa em defesa da Zona Franca.

 “Como prefeita estarei em Brasília para defender a Zona Franca. Mas essa não é a primeira vez que o PSDB atenta contra a Zona Franca, contra a lei de incentivo estadual e contra a lei de manutenção da UEA (Universidade Estadual do Amazonas), atenção estudantes da UEA!”, enfatizou a candidata, lembrando que o presidente FHC foi responsável pela prorrogação da Lei de Informática, que causou sérios prejuízos às indústrias locais.

NULL

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+