Transplantes no Am serão realizados em estações práticas

Por

13/05/2012 18h47 — em Manaus

A Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ) recebeu no último fim de semana 35 médicos e enfermeiros intensivistas para o curso de Atualização em Doação de Órgãos e Tecidos, promovido pela Secretaria de Estado da Saúde (Susam). A capacitação foi realizada pelo Comitê Estratégico do Ministério da Saúde para Desenvolvimento de Novos Centros de Transplantes.

Durante o curso, segundo a coordenadora estadual de transplantes, a médica Leny Passos, foram transmitidos aos participantes novas informações sobre todo o processo de doação e sobre o procedimento cirúrgico. “Esta é mais uma etapa para implementar a Central de Transplantes do Governo do Amazonas. Estamos investindo em profissionais qualificados para avançarmos nas complexidades, visto nosso cronograma de iniciar transplante de fígado até o final de 2012”, destacou.

O coordenador do curso, o médico Reginaldo Boni, destacou que o treinamento abordou essenciais etapas do processo de doação e transplante: diagnóstico de morte encefálica, manutenção de potenciais doadores, retirada multiorgânica e a entrevista familiar. “Demonstramos o mais realisticamente possível todas as etapas que envolvem o processo de doação, desde como abordar a família até dificuldades para manutenção do doador no hospital, em diferentes situações”, destacou Boni.

Os profissionais do Comitê Estratégico instalaram na Fundação Hospital Adriano Jorge estações práticas, com a utilização de bonecos especiais para treinamento dos alunos. Além da parte prática e teórica, os profissionais em treinamento também fizeram avaliação final.
 
Estatísticas - Atualmente, o Estado do Amazonas realiza os transplantes de rim e de córnea partir de doador falecido e de rim entre vivos. As estatísticas da Coordenação Estadual de Transplantes mostram que até o mês de março deste ano foram realizados 733 transplantes de córnea e 16 transplantes de rim a partir de doador falecido.

NULL

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Manaus