Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Preso por extorsão, mas colocado em liberdade, funcionário do Tjam responderá a processo disciplinar

Publicado

em

Por

O corregedor geral do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Yedo Simões, baixou na última segunda-feira, dia 14, portaria determinando a instauração de Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) contra o motorista  Carlos Pedro da Silva Vieira, preso em flagrante dia 25 de outubro do ano passado, acusado de extorsão.

Simões designou a juíza corregedora auxiliar, Luiza Cristina Nascimento da Costa Marques, para presidir a comissão do Processo Administrativo Disciplinar, que terá 60 dias para a conclusão dos trabalhos.

Entenda o caso

O motorista do Tribunal de Justiça do Amazonas, que se passava  por comissário e oficial de Justiça, foi preso em flagrante  dia 25 de outubro do ano passado, acusado de extorsão. Ele usava o carro oficial do Tribunal, um Ford modelo Fiesta, de placa NOR-3810.

Carlos foi preso em frente a um supermercado na avenida Torquato Tapajós, quando exigia  R$ 15 mil para liberar a Pickup S-10, de placa OAB-9520 Prata, de propriedade de Edson Macena de Alencar, apreendida pelo falso oficial de Justiça.

Alvará e liberdade

Carlos Pedro  passou poucos dias preso. Dia 1 de novembro, seis dias depois de ser preso em flagrante e ir parar na cadeia, o funcionário do Tribunal conseguiu alvará de soltura, assinado pelo juiz Genesino Braga Neto, para deixar a prisão e responder o processo em liberdade.

 

 

NULL

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.