Preso acusa advogados que teriam falado de esquema envolvendo promotor e juiz no Tjam

Por

05/03/2012 11h22 — em Amazonas

Manaus - Dois advogados- Washington Luiz Costa de Jesus e Marleide Saraiva do Amaral - estão sendo denunciados na Ordem dos Advogados do Brasil por estelionato. De acordo com  o policial Pedro da Cunha Ferreira, que está preso por envolvimento com o tráfico de drogas, os  advogados  o  teriam procurarado pedindo R$ 15 mil como condição para conseguirem o alvará de soltura. Ainda segundo relato do policial, ele foi convencido  de que havia um esquema com o promotor Alberto Nascimento e o juiz Cássio Borges,  que resultaria na sua liberdade.

 O policial diz que ouviu dos advogados que parte do dinheiro seria entregue ao juiz e ao promotor. A denúncia está sendo feita à OAB porque, ao contrário do que foi supostamente  prometido, Pedro da Cunha Ferreira não foi liberado e o "esquema" não passava de invenção  para tirar dinheiro do cliente. Essa conclusão é do próprio policial.

Conhecido pela rigidez com que dá pareceres em casos envolvendo tráfico de drogas,  o promotor Alberto Nascimento tem um histórico que o coloca, segundo colegas, acima de qualquer suspeita. "O Homem não é flexivel com nada, nem chegado a esquemas. Até exagera nas suas decisões, disseram colegas do promotor e policiais  ouvidos pelo Portal do Holanda, e que pediram para não ser citados.

O juiz Cassio Borges é outro que tem um histórico de decisões que afastam qualquer insinuação de que participaria de esquemas. No caso envolvendo Pedro Bala, foi dele a decisão de manter o policial preso.

Ontem, contatado pelo Portal do Holanda, Cássio   defendeu o promotor e sugeriu uma "olhada"nos pareceres que o Alberto tem emitido."Ele não dá parecer indicando a soltura de ninguém",  disse o juiz, que é considerado um dos mais preparados na área criminal hoje no Tribunal de Justiça do Amazonas.

O juiz Carlos Zamit defendeu Cássio: "Olha o histório do Cássio, suas decisões. Ele é preparadíssimo,  mestre em direito constitucional e um rapaz sério, que honra a magistratura e que não pode ser alvo desse tipo  de denúncia que a gente tem plena consciência   que não se sustenta . Tanto que o rapaz não foi solto".


O Portal procurou manter contato com os advogados acusados, mas sem êxito.
 

 

dfasdf

 

 

 

NULL

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas