Prefeito será denunciado por improbidade

Por

15/03/2012 13h20 — em Amazonas

Manaus - O prefeito cassado de Boa Vista do Ramos, Elmir Mota, será denunciado por crime de peculato e improbidade administrativa. Em caso de condenação,  poderá pegar uma pena de 2 a 12 anos de reclusão. A informação é do promotor de Justiça Fábio Monteiro, da Coordenação do Centro de Apoio Operacional de Inteligência, Investigação e Combate ao Crime-Organizado (CAO-CRIMO)

O promotor disse ao Portal do Holanda  que nas investigações  ficou comprovado o desvio de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e da saúde pelo prefeito.

Fábio Monteiro revelou que foi descoberto  um esquema onde pessoas ligadas a base aliada do prefeito -  vereadores e servidores da prefeitura - recebiam indevidamente o Bolsa Família.

Monteiro  disse que, como se trata de verba  federal, essa parte do relatório será encaminhada ao Ministério Público Federal, para que as providências contra o ex-prefeito sejam tomadas na Justiça Federal.

De acordo com Fábio, outro fato grave identificado nas apurações foi o uso por Elmir Mota  de um CRM de um médico, que deixou de trabalhar no município há   um ano. 

Elmir Mota se considera injustiçado e está requerendo   seus salários pelo tempo que ficou afastado do cargo.

Ele encaminhou oficio ao prefeito interino, o vereador e presidente da Câmara Municipal, Marlon Trindade, requerendo o pagamento de dois meses de salários.

Elmir ficou conhecido depois de um vídeo mostrado na rede mundial de computadores onde ele compra por cerca de R$ 100 mil  o mandato do vereador Joaquim Teixeira, que renunciou dias depois da negociação.

Legalmente, Elmir Mota  tem o direito de receber seus salários, mas para os funcionários públicos que desde setembro do ano passado não sabiam o que era dinheiro, o pagamento ao prefeito cassado é uma imoralidade, dizem os vereadores do municipio.
 

NULL

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas