Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Justiça Federal nega transferência de homem acusado de 15 estupros em Manaus

Publicado

em

Por

A desembargadora Mônica Sifuentes, da Terceira Turma do Tribunal Regional Federal da Primeira Região,   indeferiu o pedido de habeas corpus do acusado de mais de 15 estupros em Manaus, Arthur Gomes Peres Júnior, o “Kuka”, que tenta deixar a Penitenciária Federal de Rondônia, onde está há 4 anos, para voltar ao Complexo Penitenciário Anísio Jobim, no Amazonas. Ao negar o habeas corpus, a desembargadora disse que solicitou informações a Secretaria de Estado de Justiça de Direitos Humanos do Amazonas, que manifestou-se pela manutenção de Kuka  na Penitenciária Federal de Porto Velho, "diante do risco de morte a que está submetido, motivado pelo sentimento de vingança ainda nutrido pela massa carcerária".

"Kuka” foi preso em agosto de 2008 por policiais da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações, suspeito de estuprar 15 mulheres e uma adolescente de 14 anos, durante assalto a uma clínica odontológica na avenida Constantino Nery, Zona Centro-Sul.

Ao ser levado ao Instituto Penal Antônio Trindade (IPAT), localizado no quilômetro 8 da BR 174 (Manaus/Boa Vista), houve manifestação dos detentos que afirmaram que o estuprador seria a bola da vez em uma rebelião. Temendo pela vida de Kuka, a Secretaria de Justiça entrou em contato com o Departamento Penitenciário Nacional e conseguiu transferir o detento para Porto Velho.

Arthur, tem várias condenações na Justiça do Amazonas, onde responde por estupro, assalto e tráfico de drogas, e ficou conhecido pelo requinte de crueldade e pelos estupros as vítimas nos assaltos a mão armada.

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.