Juiz não aperece em Lábrea e presos ameaçam matar uns aos outros

Por

21/11/2012 6h30 — em Amazonas

 Presos na pequena cela da delegacia do Municipio, 60 homens ameaçam matar uns aos outros em Lábrea, a 702 quilômetros de Manaus. Uma carta encaminhada pelos presidiários ao juiz e ao promotor do municipio foi lida no domingo pelo padre Elder na rádio da cidade.

Os presos querem a presença do juiz e do promotor para avaliarem a situação legal de cada um até sexta-feira,  sob pena de mandarem a "cadeia para o chão".

O juiz não aparece  no municipio há 50 dias. Os presos não tem banho de sol e estão trancados em um  espaço onde cabe 15 pessoas. Eles alegam que são tratados como animais. A situação, segundo as rádios locais, é explosiva.

Veja as cartas na íntegra.


CARTA AO PROMOTOR: