Siga o Portal do Holanda

Manaus

Governo estuda medidas para impulsionar setor de duas rodas da ZFM

Publicado

em

Por

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta terça-feira (22), em audiência pública no Senado, que o governo está estudando medidas para impulsionar os setores de duas rodas, de ar-condicionado split e de fornos microondas da Zona Franca de Manaus (ZFM). Segundo ele, as medidas já foram aprovadas pelo ministério e deverão ser anunciadas em breve. A declaração do ministro foi em resposta ao líder do Governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB), que explicou que há fábricas em Manaus com estoques parados há quatros meses.


Braga fez os questionamentos após o ministro expor as medidas tomadas pelo governo federal para acelerar a economia e aumentar o consumo de automóveis e facilitar a aquisição de bens de capital.

“O polo de duas rodas, de motocicletas, do Polo Industrial de Manaus, é impactado da mesma forma que o setor automotivo, com relação à questão da escassez de crédito, à aprovação de crédito, e hoje as indústrias de motocicletas já estão com aproximadamente com quatro meses de estoques entre concessionárias e montadoras”, ressaltou Braga.

Na audiência pública, realizada para que Mantega pudesse explicar aos senadores as novas regras de rendimento das cadernetas de poupança conforme a Medida Provisória 567/2012, publicada no dia 4 de maio passado, o senador Eduardo Braga elogiou as novas regras e disse que as medidas de redução da taxa básica de juros irão ajudar o país a enfrentar a crise financeira internacional.

“O Brasil não está apenas preparado para fazer o enfrentamento da crise econômica mundial, como o Brasil tem um plano para fazer esse enfrentamento. Não são ações isoladas, mas um conjunto de ações que norteiam um plano que possa assegurar a redução da taxa de juros, a manutenção e a ampliação dos empregos no nosso mercado doméstico e que possam assegurar o controle inflacionário e a redução dos preços de produtos que são pilares da nossa macroeconomia”, destacou.

Poupança

Na audiência pública, Guido Mantega assegurou que as novas regras para as cadernetas de poupança não retiram a rentabilidade e a segurança desse tipo de aplicação. Ele explicou que, comparado a aplicações mais bem remuneradas, como os fundos de investimento, a poupança mantém rentabilidade, uma vez que não necessita de pagamento de taxa de administração e é isenta de declaração no imposto de renda.

Segundo as novas regras, os depósitos em caderneta de poupança feitos após o dia 4 de maio terão rendimento de 70% da taxa Selic, mais taxa referencial, quando a primeira taxa for igual ou abaixo de 8,5%. Caso a taxa Selic seja maior que 8,5%, os rendimentos da poupança permanecem como antes, assim como não mudarão as regras para as aplicações feitas até o dia 4 de maio.
 

NULL

+ Manaus

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.