Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Furto de energia em Manaus começa a ser fiscalizado. Infratores podem pegar até oito anos de prisão

Publicado

em

Por

As ligações clandestinas de energia em Manaus começam a ser identificadas nas blitzes da empresa concessionária. O furto de energia é crime e pode levar a detenção de seis a oito anos, conforme prevêem os artigos 155 e 157 do Código Penal Brasileiro.De acordo com os dados divulgados pela Eletrobras Amazonas Energia, 264 estabelecimentos do Centro da cidade estão em situação normal e 105 apresentaram algum tipo de impedimento na hora da fiscalização .


A Eletrobras Amazonas Energia divulgou o balanço parcial da operação de fiscalização e inspeção realizada ao longo desta semana no Centro de Manaus. Desde a última terça-feira (16), várias lojas, pequenas empresas, restaurantes e centros comerciais estão sendo fiscalizados.

Até a última quinta (18), a empresa divulgou o total de 498 inspeções realizadas na região central da capital. Desse total, foram emitidos 199 Termos de Ocorrência de Inspeção (TOI) – documento que identifica o tipo de irregularidade encontrada e as medidas a serem tomadas pelo consumidor na correção de não conformidades em seu estabelecimento.

Ainda de acordo com os dados divulgados pela Eletrobras Amazonas Energia, 264 estabelecimentos do Centro da cidade estão em situação normal e 105 apresentaram algum tipo de impedimento na hora da fiscalização.


Dentre as principais irregularidades detectadas nas unidades consumidoras, predominaram os desvios de energia, sendo 85 até o momento. Até agora, a companhia de energia elétrica informou que contabilizou 41% de efetividade do total de inspeções, ou seja, a cada 100 unidades consumidoras visitadas, em 41 delas há algum tipo de irregularidade no consumo de energia.

Intensificação

Desde o último mês de agosto, a Eletrobras Amazonas Energia tem intensificado o número de operações de ‘caça’ às ligações clandestinas e de desvios de energia elétrica em toda a cidade de Manaus.

 
Segundo o assistente da Diretoria Comercial da empresa, Geraldo Alves, os trabalhos de combate às perdas de energia elétrica estão sendo cada vez mais eficazes. Eles atingem todas as classes consumidoras: residencial, comercial, industrial, serviços e órgãos públicos.

 
“Ainda há muito a fazer e a impressão geral de toda a ação realizada no Centro da cidade nesta semana é muito boa. As pessoas estão aceitando o trabalho das equipes e estamos podendo contar com o apoio de muitos consumidores que não apresentaram resistência durante as inspeções”, disse.


Ainda há muitos pontos de melhoria no trabalho, principalmente, aqueles relacionados a ganhos de produtividade, mas a impressão geral de toda a operação é muito boa. As pessoas estão aceitando o trabalho das equipes e estamos podendo contar com o apoio dos consumidores que não apresentam qualquer resistência durante as inspeções. Isso mostra que a sociedade quer um serviço bom e regular”, destacou o engenheiro eletricista.

 
Dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) colocam o Amazonas como o Estado campeão em ligações clandestinas, fato que, além de causar prejuízos ao faturamento da empresa distribuidora, também causa danos à qualidade e a continuidade do serviço de fornecimento de energia elétrica e coloca em risco a segurança dos usuários e consumidores.

 
Para os próximos anos, a concessionária informou que irá investir cerca de R$ 210 milhões em ações, projetos e novas tecnologias de combate as perdas elétricas.

 
Além de por em risco a segurança da pessoa que realiza uma ligação clandestina e dos habitantes da unidade consumidora, o furto de energia é crime e pode levar a detenção de seis a oito anos, conforme prevêem os artigos 155 e 157 do Código Penal Brasileiro.
 

NULL

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.