Cavalcante diz que MP está sendo induzido a erros e que vai provar sua inocência

Cavalcante diz que MP está sendo induzido a erros e que vai provar sua inocência

Por

09/03/2012 9h26 — em Amazonas

Manaus - Em entrevista a rádio CBN Manaus, o superintendente Municipal de Transportes Urbanos, Marcos Cavalcante, disse na manhã desta sexta-feira que está pagando um preço muito alto por tentar arrumar o transporte coletivo em Manaus. Garantiu que as denúncias apuradas no processo movido  contra ele são todas da gestão passada, se referindo a administração Serafim Corrêa, quando estiveram a frente do órgão Tsuyoshi Miyamoto, depois substituído pelo hoje deputado estadual Marcelo Ramos.

De acordo com Cavalcante, ele assumiu a SMTU para deixar o transporte da mesma maneira como foi na primeira administração Amazonino Mendes, na prefeitura de Manaus.

E indagou:"que como pode uma pessoa que há tempos em todas as entrevistas diz que vai acabar com o transporte executivo vender vagas? "

Para Cavalcante, as pessoas que o denunciam na verdade não querem perder o filão. “São quatro denunciantes que só falaram injurias e mentiras a meu respeito”, disparou o superintendente, acrescentando que os denunciantes querem na verdade derrubar a autoridades que os enfrenta todos os dias para organizar o transporte de massa em Manaus.

Garantiu que na Justiça não existe uma prova contra ele, como depósitos bancários e outros. Disse que os recibos apresentados nos autos apresentam rasuras. “Vou até as últimas conseqüências e vou provar minha inocência”, disse Cavalcante, afirmando que os denunciantes estão induzindo o Ministério Público  a erros.

NULL

+ Amazonas