A banalização do concurso público

A banalização do concurso público

Por

28/05/2012 0h02 — em Editorial

O cancelamento das provas do concurso da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) para cargos de nível superior e médio,  pode ter tido o saudável propósito de evitar fraudes, mas também serviu para aumentar o grau de desconfiança nas instituições que promovem e executam esse tipo de seleção para ingresso no serviço público.
 

Foi assim no concurso da Defensoria do Estado. A mesma cena repetiu-se no concurso para Guarda Metropolitano da Prefeitura de Manaus, sem falar nos aprovados do concurso do Corpo de Bombeiros, que há mais de dois anos aguardam pela convocação e há também os imbróglios jurídicos envolvendo o último concurso da Polícia Civil.


Em meio a todo esse amadorismo e falta de compromisso em prestar um serviço confiável, estão os candidatos que se dedicam horas a finco, se deslocam de outros Estados para disputar uma vaga, se afastam da família por causa dos estudos, pedem demissão dos empregos e apostam no critério conhecimento e capacidade técnica como meio de acesso ao serviço público, que é o que vem sendo desmoralizado sistematicamente com esses cancelamentos. 

 
O Centro de Educação Tecnológica (Cetam), o Instituto Cetro Concursos, o Ipad e o Instituto Cidades, são apenas algumas instituições que realizaram concursos em Manaus e estão sob suspeição ou tiveram de cancelar os certames, em decorrência de fraudes ou problemas técnicos nas provas. 


Em nível nacional, o cenário também se repete. Nem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) conseguiu se blindar contra as irregularidades cometidas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).


Provas do concurso do Senado Federal e da Caixa Econômica Federal também tiveram problemas e os certames estão sob suspeição.

Cabe aos candidatos não desanimar diante dos obstáculos e aos órgãos fiscalizadores e de segurança, apurar com rigor as causas e punir com severidade os responsáveis pelas irregularidades .

NULL