Azedo tem situação complicada no TRE Azedo tem situação complicada no TRE

Azedo tem situação complicada no TRE

Por

22/08/2012 1h16 — em Manaus

O registro de candidatura do ex-deputado estadual Nelson Azedo, deferido pelo juiz Odílio Ferreira Costa Neto, da 3ª Zona Eleitoral de Itacoatiara, está ameaçado. Se depender do voto do juiz federal Dimis da Costa Braga, acompanhado por Marco Antônio Pinto da Costa, a representação do Ministério Público  será julgada procedente e o ex-parlamentar candidato a prefeito município não disputará as eleições este ano.

A favor de Nelson está o desembargador Domingos Jorge Chalub, que divergiu votando pela improcedência da representação do Ministério Público Eleitoral, mantendo a decisão do juiz de Itacoatiara, deferindo o registro do candidato.

A representação do MP, para derrubar a decisão do juiz, depois do voto divergente de Chalub, não teve continuidade na sessão desta terça-feira porque o juiz Victor André Liuzzi Gomes pediu vista dos autos.

Para Dimis e Marco Antônio, a liminar conseguida por Nelson Azedo no Tribunal Superior Eleitoral, dada pelo ministro Marco Aurélio, afastando a inelegibilidade do candidato, suspende apenas a questão de 8 anos para 3 anos, mas o ex-parlamentar que foi cassado pelo TRE-Am, é alcançado pela lei da “ficha limpa” por ter sido condenado por um colegiado, no caso a Corte Regional.

O juiz relator entendeu que o ministro  deixou de ser manifestar em relação a condenação de Nelson Azedo, cassado por um colegiado.

NULL

+ Manaus