Aumento da bancada terá reflexo no desenvolvimento do Amazonas, diz Nicolau

Por

30/05/2012 14h55 — em Manaus

A redefinição das cadeiras ocupadas pelo Amazonas na Câmara Federal poderá ter reflexo direto no desenvolvimento do Estado e na qualidade de vida da população. A análise é do presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Ricardo Nicolau (PSD), que defendeu o aumento da bancada federal no início desta semana no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em Brasília (DF).

“Fomos buscar no TSE um direito do povo do Amazonas de ter maior representatividade porque assim a legislação determina”, declarou Ricardo Nicolau em sessão plenária desta quarta-feira, 30 de maio. “Essa mobilização é para que o Amazonas seja melhor, mais próspero, com melhor qualidade de vida e condições de crescimento.”

            Pelo artigo 45 da Constituição Federal, o número de parlamentares deve ser proporcional às populações dos Estados. O Amazonas possui oito deputados federais e 24 estaduais. Mesmo com 3,4 milhões de habitantes, segundo o censo de 2010, o Estado tem representação menor que o Piauí, que tem dez cadeiras em Brasília e 3,1 milhões de pessoas.

“O Amazonas é o maior Estado da Federação, é maior do que o Nordeste inteiro. Precisamos de uma representação maior para que haja uma inversão de tratamento”, argumentou o presidente, ressaltando o déficit de arrecadação de impostos federais que o Amazonas enfrenta em relação ao restante do País.

 Nicolau enfatizou que, entre as regiões Norte e Nordeste, o Amazonas é o Estado que recebe a menor quantia de repasses do governo federal oriundos da arrecadação de cargas tributárias. Para efeito de comparação, apontou o presidente, ”o Piauí arrecada apenas um quinto do que recebe em repasses constitucionais.”

NULL

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Manaus