Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Artigo: Afinal, por que tanto medo?

Publicado

em

Por

Por Serafim Correa

Bastou o PSB sair na frente e dizer que disputará as eleições deste ano com chapa própria, indicando a mim como candidato a prefeito e ao deputado Marcelo Ramos a vice-prefeito, para nos bastidores da política local ter início toda uma movimentação com objetivos torpes de quem teme a disputa limpa no voto popular.


Semana passada arrumaram uma mulher para tentar denegrir o deputado Marcelo Ramos e inventaram agora que eu estaria prestes a me tornar inelegível porque tenho pendente de julgamento apelação em uma ação popular.

Não se deram, nem ao menos, ao trabalho de ler a Lei Complementar nº 135/10, a chamada “Lei da Ficha Limpa”. Se tivessem feito, veriam que a hipótese de ação popular não integra o rol previsto na citada lei.

Portanto, não há como eu ficar inelegível.

Fui prefeito de Manaus durante quatro anos. Na minha gestão transitaram pelas contas da prefeitura mais de seis bilhões de reais, aplicados com transparência total, com tudo na Internet. Minhas contas foram todas aprovadas pelo Tribunal de Contas.

O que têm para dizer de mim, então?

Que fiquei rico no cargo? Que tenho mansão cinematográfica no Tarumã? Que tenho lancha de dois milhões de dólares?

Nada disso podem dizer de mim. Levo a mesma vida e no mesmo padrão de antes de ser prefeito.

E aí requentam uma ação popular feita com caráter eleitoreiro sete dias antes das eleições de 2008 na qual dizem que eu teria doado um terreno para uma igreja.

A verdade é bem outra. Não doei terreno algum, como não pratiquei nenhum ato errado. Aguardo serenamente a decisão da Justiça.

Mas, e só para fins de argumento, imaginemos que eu tivesse doado como de fato doei outros terrenos para outras igrejas, mas não esse terreno para essa igreja.

Seria, então, esse o meu crime? Doar um terreno para uma igreja?

Estão brincando com a inteligência das pessoas que, por óbvio, não vão levar isso a sério.

Quanto aos adversários políticos que querem me tirar do jogo por esse caminho, saibam que por aí não tiram. Para me derrotar vai ter que ser no voto. E numa eleição não há empate. Ou ganha ou perde.

 Nós do PSB, todos nós, mas principalmente eu, o deputado Marcelo Ramos, os nossos pré-candidatos a vereança, os dirigentes e a nossa militância estamos conscientes da responsabilidade histórica que temos no processo eleitoral deste ano.

Agora o que não dá para entender é por que tanto medo de nos enfrentar nas urnas.



Afinal, por que tanto medo?
 

NULL

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.