Amazonas Energia estuda indenizar por apagões

Por

02/03/2012 15h35 — em Amazonas

Manaus - O diretor de Operações da Amazonas Energia, Tarciso Estefano Rosa, admitiu que a empresa já estuda  ressarcir a população de Manaus por prejuizos contabilizados pelos pagões dos dias 11 de setembro do ano passsado e 6 de janeiro deste ano.O diretor também revelou que serão investidos R$ 1,5 bilhão até 2013 para tornar o sistema de produção e distribuição de energia elétrica em  Manaus mais eficiente e seguro.

A revelação foi feita na quinta-feira, durante audiência pública realizada  na Comissão de Gestão e Serviços Públicos da Assembleia Legislativa do Amazonas, presidida pelo deputado estadual Marco Antônio Chico Preto (PSD).


Resultado positivo

Na avaliação de Chico a audiência foi positiva, porque possibilitou a tomada de informações sobre as ações que estão sendo adotadas pela Amazonas Energia para modernizar o sistema de produção e distribuição de energia elétrica e, consequentemente, minimizar os reflexos da interrupção do fornecimento provocada por fenômenos meteorológicos.

“Estamos satisfeitos com as explicações apresentadas pela Amazonas Energia, porque a companhia reafirmou o seu compromisso com a realização dos investimentos necessários para proporcionar melhores serviços aos seus usuários”, afirmou o deputado, lembrando que não se pode pensar em política de desenvolvimento sem o fornecimento de energia elétrica constante e confiável.


Além do deputado Chico Preto e do diretor de Operações da Amazonas Energia, Tarciso Estefano Rosa, também participaram da audiência pública o diretor do Procon/AM, Guilherme Frederico, e o promotor de Justiça Otávio de Souza, que destacou a necessidade de se adotar uma medida de reparação à população.
 

NULL

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas