Siga o Portal do Holanda

Governo do Bolsonaro

'Superministério' da Economia pode trazer risco à Zona Franca, alerta deputados

Publicado

em

Foto: Divulgação/Aleam

Manaus/AM - A possível fusão dos Ministérios da Fazenda, Planejamento e Indústria e Comércio em apenas um ‘Superministério’ da Economia, anunciada pela equipe de governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), virou motivo de alerta para os deputados estaduais Serafim Corrêa (PSB) e José Ricardo (PT), nesta quarta-feira (31). Os dois apontam que isso refletirá numa ‘ameaça’ de ‘fechamento’ da Zona Franca de Manaus. 

Serafim explicou que o Ministério da Indústria e Comércio é o responsável pelo funcionamento da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e que seu fechamento pode levar a perda de subsídios às empresas instaladas no Estado. 

“Eu lamento profundamente que os rumos que o Brasil está tomando sejam esses, porque isso não vai dar certo, vai dar errado. Nós levamos anos para construir o que temos e de repente numa canetada vai tudo para o espaço. Então, fica meu repúdio as medidas anunciadas, elas já trouxeram ontem muita instabilidade no Distrito Industrial. Novos investidores vão pensar duas vezes antes de vir para o Polo Industrial. Não há segurança jurídica”, avaliou o parlamentar.

Serafim lembrou ainda que a ideia de criar um 'Superministério' é uma reprise do que não deu certo do governo de Fernando Collor.

“É exatamente o mesmo filme. A ZFM sofreu um vendaval e batemos no fundo do poço. Tudo aquilo que havia sido construído foi para o espaço e depois levou tempo para reconstruir, portanto esse filme que estamos revivendo é uma segunda versão”, disse o deputado.

O deputado estadual José Ricardo (PT), que no próximo ano estará na Câmara Federal,  também criticou a criação do ‘Superministério’. “Serei contra a fusão”, disse o parlamentar, explicando que cada ministério tem sua função. No caso do Ministério da Indústria e Comércio, tem uma função desenvolvimentista, porque defende políticas de incentivos para ajudar a alavancar determinados setores da economia. 

“Até em que nível poderemos atrair novas empresas para o Polo Industrial de Manaus, caso essa fusão se concretize? Além disso, o presidente eleito e seu superministro Paulo Guedes defendem a redução de subsídios e incentivos fiscais generosamente concedidos a certos segmentos da atividade econômica. É bom lembrarmos que as empresas só estão no Estado por conta dessa constante política fabril de incentivos fiscais. Por isso, a Zona Franca está frontalmente ameaçada”, destacou José Ricardo.

Apelo à bancada do Amazonas

O deputado Adjuto Afonso (PDT) fez um apelo à bancada federal do Amazonas no Congresso. Quero externar a minha preocupação e dizer que a nossa bancada, hoje, renovada, precisa estar vigilante com essas mudanças, que podem sim, prejudicar a Zona Franca de Manaus. Além dos que permanecem nos cargos, temos um novo senador que foi eleito, seis deputados novatos, que precisam se integrar e estarem vigilantes”, disse o deputado.

Omar é meu amigo ...

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.