Siga o Portal do Holanda

Amazonas

PC e Prefeitura se manifestam após delegado chamar guardas municipais de 'merda' em Manaus

Publicado

em

Manaus/AM - A Polícia Civil do Amazonas bem como a Prefeitura de Manaus emitiram nota de repudio sobre as declarações feitas pelo delegado Fábio Silva, plantonista da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), após o mesmo chamar os guardas municipais de “merda”, em um vídeo gravado por seus alunos de um curso preparatório.

O delegado já havia sido alvo de criticas, após aparecer em sua rede social chamando uma blogueira de 17 anos de “cunhantãzinha e “caboquinha muita da sua feinha”, além de destacar que a mãe da jovem era catadora de latinhas.

Dessa vez o vídeo mostra o delegado em sala de aula, dizendo que os guardas não estão elencados numa lista de segurança porque eles e “merda são a mesma coisa”. O vídeo repercutiu negativamente e causou revolta entre guardas municipais de todo Brasil.

Por meio de nota a Polícia Civil, representada pelo delegado-geral disse que as declarações realizadas nas redes sociais pelo delegado de polícia, Fábio Silva, não refletem e nem representam a instituição. Na nota, a polícia esclarece que “as medidas com a relação ao caso da “digital influencer” foram tomadas de acordo com o que estabelece o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), diante da prática delituosa da adolescente de 17 anos apreendida na última quinta-feira (18) por envolvimento em esquema de venda de aparelhos celulares furtados”.

“Quanto à declaração a respeito da Guarda Municipal é de cunho pessoal do delegado de polícia, dada em um ambiente externo, “não representando em nenhuma circunstância, o pensamento da Polícia Civil. Respeitamos a independência das instituições em suas respectivas esferas e adotamos um bom relacionamento institucional”, finaliza a nota.

A Casa Militar de Manaus, órgão integrante da Prefeitura de Manaus, também emitiu nota e disse repudiar, de forma veemente, a conduta do delegado de Polícia Civil, Fábio Silva, contra toda a classe dos guardas municipais do Brasil.

A nota destaca, que o vídeo foi gravado no dia 2 de abril de 2017, em um curso preparatório da cidade, onde o mesmo, que atua também como professor, proferiu ofensas diretas aos guardas municipais, as quais foram gravadas em vídeo e propagadas amplamente em redes sociais nos últimos dias.

Conforme a nota, em seu discurso em sala de aula, Fábio utilizou palavras de baixo calão, com intuito de menosprezar as atividades desempenhadas com afinco por esta instituição em Manaus e outras pelo Brasil.

“A Guarda Municipal de Manaus rejeita qualquer manifestação que venha a denegrir a imagem da instituição e dos servidores que a compõem e se entristece ainda pelo fato de as palavras terem sido proferidas por uma pessoa que atua em sala de aula e que, portanto, deveria ter a obrigação de propagar bons modos. Preocupa ainda o fato de o mesmo se tratar de um membro de órgão integrante do sistema de segurança pública e que, portanto, deveria ajudar a zelar pela integridade de toda e qualquer instituição que  componha o sistema”, ressalta.

 

 

 

A turma da direita vai prá rua, mas seu principal líder arregou

Para compartilhar esteconteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.