Siga o Portal do Holanda

Greve Rodoviários

MP pede prisão do presidente do sindicato dos rodoviários caso ônibus não voltem às ruas de Manaus

Publicado

em

Foto: Pedro Braga Jr./Portal do Holanda

Manaus/AM - O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM) entrou com uma Ação Civil Pública junto à Justiça do Amazonas, pedindo a concessão de liminar com tutela de urgência para cessar a greve dos rodoviários em Manaus, que entrou no quarto dia de paralisação nesta sexta-feira (1º). Os promotores de Justiça Sheyla Andrade dos Santos e Alessandro Gouveia são os autores da ação que pede a prisão de Givancir Oliveira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus caso não seja restabelecido em 100% ou no mínimo de 75% da frota rodando na capital. 

Na ação, além do sindicato dos rodoviários, os promotores pedem a condenação da Prefeitura de Manaus, Superintendência Municipal de Transportes Urbano (SMTU) e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), por não solucionarem o problema que está prejudicando 750 mil usuários. Uma multa diária de até R$ 200 mil deve ser aplicada solidariamente aos envolvidos, conforme o documento assinado pelos promotores.

Agora o pedido será analisado pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), por algum magistrado do plantão cível da Comarca de Manaus que decidirá se concede a liminar em caráter de urgência para a normalização do sistema de transporte público na cidade e sobre a prisão de Givancir Oliveira.

Clique para baixar arquivo

A turma da direita vai prá rua, mas seu principal líder arregou

Para compartilhar esteconteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.