Siga o Portal do Holanda

Judiciário

Corregedoria Nacional de Justiça dá início aos trabalhos de inspeção no TJAM

Publicado

em

Foto: Raphael Alves/TJAM

Manaus/AM - O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, e o presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Yedo Simões de Oliveira, fizeram a abertura oficial dos trabalhos de inspeção ordinária no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), nesta segunda-feira (23). Segundo o ministro, o trabalho é de rotina e está previsto no regimento do CNJ.

“Estamos indo a todos os tribunais brasileiros, estaduais, federais, trabalhistas, militares e eleitorais fazer uma radiografia. Saber o que está funcionando com excelência e o que precisa melhorar. Uma inspeção, no sentido de saber cada vez mais se temos um tribunal produtivo e de qualidade e que responde aos anseios da sociedade. Somos apenas instrumento do poder, e o proprietário deste poder é o cidadão, por isso queremos a sociedade cada vez mais acreditando no Judiciário. Se o Poder Judiciário é forte, a cidadania é respeitada”, afirmou o ministro.

Durante a coletiva de impressa que antecedeu o início dos trabalhos, o ministro Humberto Martins falou sobre a cobrança da sociedade por uma Justiça célere e menos onerosa.“A Justiça brasileira está se aperfeiçoando no sentido de cumprir, cada vez mais, as determinações do Conselho Nacional de Justiça. Se há algum processo andando lentamente, faremos sugestões para que haja celeridade. Em relação à Justiça ser cara, nós estamos procurando reduzir custos e fazer muito mais com menos. Passamos por um período que todos nós conhecemos; que trouxe muitas dificuldades financeiras, mas eu digo que esses percalços se vencem com muito trabalho, fé e muito civismo. Todos têm que participar para que possamos superar e vencer todas as crises e, inclusive, as financeiras. O Judiciário tem dado sua parcela de contribuição, no sentido de reduzir custos, seguindo a lei de responsabilidade fiscal e, assim, amenizar as dificuldades”, disse o corregedor nacional.

Segundo o presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Yedo Simões, o TJAM recebe o ministro e sua comitiva de portas abertas. “Nós temos trabalhado com muito afinco e as provas são visíveis. Cumprimos praticamente todas as metas acima de 100% e isso já mostra o trabalho que vem sendo feito. Estamos preparados para fornecer todas as informações do nosso tribunal, destacou Simões.

Sobre a mulher que se jogou da ponte Rio Negro

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.