Compartilhe este texto

Viktor Orbán usa Guerra da Ucrânia para manter 'superpoderes' na Hungria

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

25/05/2022 12h38 — em
Mundo



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O premiê ultradireitista da Hungria, Viktor Orbán, anunciou nesta terça (24) a renovação de um estado de emergência nacional que, na prática, confere a ele amplos poderes, como governar por decreto e suspender leis vigentes.

O político, reeleito em abril, atribuiu a necessidade da medida à Guerra da Ucrânia. "O mundo está à beira de uma crise econômica, e a Hungria precisa proteger a segurança financeira das famílias", justificou.

Na prática, ele deve manter os poderes extras que adquiriu quando situação semelhante foi imposta em meio à pandemia de Covid, mas o premiê disse que detalhes serão anunciados nesta quarta (25).

Pouco antes do anúncio, feito por Orbán em uma rede social, o Parlamento húngaro, que é dominado pelo governista Fidesz, aprovou uma emenda constitucional para permitir que o estado de emergência seja válido em situações de conflito, como a guerra.

A ONG União Húngara para Liberdades Civis, em comunicado, disse que a medida coloca em vigor um "estado de emergência permanente". "O decreto concede a Orbán mais margem de manobra que de costume restringir ou suspender os direitos civis fundamentais", afirmou a organização.



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Mundo

+ Mundo