Compartilhe este texto

Terremoto de magnitude 7,5 atinge Taiwan e gera alerta de tsunami no Japão

Por Folha de São Paulo

02/04/2024 22h00 — em
Mundo



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Dois terremotos atingiram Taiwan nesta terça-feira (2), de acordo com o Gdacs (sigla em inglês para Sistema Global de Alerta e Coordenação em Situações de Desastre), órgão ligado à Comissão Europeia e à Organização das Nações Unidas. O primeiro tremor teve magnitude 7,5, e o segundo, de 6,5.

Relatos colhidos pela agência de notícias Reuters apontam parte de Taipé, capital de Taiwan, ficou sem energia elétrica. A mídia estatal disse que estes foram os tremores mais fortes a atingir a ilha em 25 anos e divulgou imagens que mostram prédios danificados. Não há, contudo, registro de mortes ou feridos.

As informações do Gdacs apontam que o primeiro terremoto ocorreu a uma profundidade de 11,4 km. Geralmente, quanto mais próximos da superfície, mais intensos são os tremores. O segundo foi registrado a 11,8 km.

Na avaliação da agência, ambos os sismos configuram um "alerta laranja", o que significa que existe uma probabilidade considerável de danos e que medidas preventivas e de preparação devem ser tomadas imediatamente pelas autoridades e populações locais. O órgão também estima que ao menos 260 mil pessoas estão expostas aos riscos imediatos do tremor.

Na Escala de Intensidade Macrossísmica (MMI, na sigla em inglês) utilizada pelo Gdacs, os dois terremotos com epicentro em Taiwan estão na categoria 7. Essa unidade avalia os efeitos de um tremor na superfície terrestre com base em fatores como danos estruturais, percepção humana e impacto geral.

Não há um limite definido para a MMI, mas geralmente os terremotos mais fortes chegam no máximo à categoria 9.

A região que compreende Japão, China e Taiwan é frequentemente chamada de Círculo de Fogo do Pacífico, uma área conhecida por sua alta atividade sísmica. Esta zona é caracterizada pela movimentação constante das placas tectônicas, onde várias delas convergem, divergem ou deslizam uma sobre a outra.

Esses movimentos tectônicos frequentes resultam na formação de cadeias de montanhas, vulcões ativos e, consequentemente, em alta incidência de terremotos. O Japão, em particular, está localizado na junção de quatro placas tectônicas, tornando o país especialmente vulnerável a terremotos. Além disso, as áreas costeiras do leste asiático também enfrentam o risco adicional de tsunamis desencadeados por terremotos submarinos, o que amplia ainda mais os desafios sísmicos enfrentados por essa região.

O Japão, em particular, foi atingido por um tsunami histórico em 11 de março de 2011, o deixou uma marca indelével na memória do país. O desastre foi desencadeado por um poderoso terremoto de magnitude 9 na costa nordeste, desencadeando ondas gigantes que causaram devastação generalizada.

O episódio deixou mais de 15 mil mortos, além de milhares de desaparecidos e feridos, e destruiu comunidades inteiras, desencadeando ainda uma crise nuclear em Fukushima.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Mundo

+ Mundo