Compartilhe este texto

Steve Kerr, técnico dos Warriors, pede controle de armas após ataque a tiros no Texas; veja vídeo

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

25/05/2022 10h38 — em
Mundo



GUARULHOS, SP (FOLHAPRESS) - O técnico do Golden State Warriors, da NBA, Steve Kerr, 56, recusou-se a falar sobre basquete durante uma entrevista coletiva na terça (24) e se disse frustrado com a crescente violência armada nos Estados Unidos. A fala veio pouco após um atirador de 18 anos matar 19 crianças e 2 adultos em uma escola de Uvalde, no Texas.

"Quando é que vamos fazer alguma coisa? Estou tão cansado de vir aqui e oferecer condolências para as famílias devastadas. Estou cansado do silêncio", disse Kerr, que elevou o tom de voz ao final da fala e deixou a sala com repórteres sem se despedir.

O treinador criticou especialmente a falta do controle de armas nos EUA e, nominalmente, citou o líder republicano no Senado, Mitch McConnell. "Até quando [os senadores] vão colocar seu próprio desejo de poder à frente da vida de crianças?", questionou Kerr, que nasceu em Beirute, no Líbano, mas cresceu em território americano.

Ele também mencionou outro episódio violento, este em 14 de maio, quando um homem matou dez pessoas negras na cidade de Buffalo, no estado de Nova York, em um ataque baseado em teorias racistas.

O direito ao porte de armas está garantido pela 2ª Emenda da Constituição, e algumas leis federais regulam o tema. Mas mudanças são difíceis porque os republicanos, com poder no Senado para barrar propostas que alterem a Carta dos EUA, colocam as armas como símbolo de liberdade e recebem forte lobby do setor armamentista.

Relatório divulgado pelo FBI, a polícia federal americana, na segunda (23), mostra que o número de incidentes provocados por atiradores dobrou nos EUA nos últimos três anos. Em 2018, foram contabilizadas 30 ações perpetradas por um ou mais indivíduos com a intenção de matar em áreas populosas. Em 2021, esse número chegou a 61.

O técnico do Golden State Warriors citou, por exemplo, a necessidade de checar os antecedentes da pessoa, evitando que indivíduos com histórico de violência ou transtornos mentais comprem armas. Mas um projeto de lei federal sobre o tema, aprovado em 2021 na Câmara, está parado no Senado americano.

O pai de Steve, o renomado acadêmico Malcolm Kerr, que presidiu a Universidade Americana de Beirute (AUB), foi morto em janeiro de 1984, aos 52 anos, quando caminhava em direção a seu escritório no campus universitário, com dois tiros. Dois homens não identificados efetuaram o disparo. O Líbano, à época, vivia uma guerra civil.

Horas depois, a Organização da Jihad Islâmica, uma milícia xiita apoiada pelo Irã, reivindicou a responsabilidade do assassinato em relato à agência de notícias AFP, mencionando a presença militar dos Estados Unidos no Líbano como motivo para o crime.



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Mundo

+ Mundo