Pistoleiro revela quem o contratou para matar sargento Lucas

Por Portal do Holanda

16/12/2021 10h05 — em Mundo

Foto: Reprodução

R$ 65 mil. Foi o valor pago para o pistoleiro Silas Ferreira da Silva executar o sargento Lucas Gonçalves dentro do Mizes Café na tarde do dia 1 de setembro. O contato com o criminoso, assim como o pagamento pelo "trabalho" foi feito por um intermediário, com ligações com Joabson e Jordana, donos do Supermercado Vitória.

A revelação foi feita à policia pelo pistoleiro, segundo fontes da coluna. O que ele fez com o dinheiro? Comprou  um carro, uma moto e saiu para beber.

 

Não há dúvida de que  Silas Ferreira da Silva é o criminoso, mas o quebra-cabeça só será montado com a prisão do homem que intermediou o crime e fez o pagamento após ele ser consumado.

As ligações desse intermediário com Joabson e Jordana fecham o cerco ao casal.

Como o intermediário chegou ao pistoleiro? Da forma mais elementar, mais primária  possível: saiu perguntando de pessoas com as quais se relacionava  quais eram os assassinos mais conhecidos em Manaus. Dai chegou a Silas Ferreira da Silva, integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC) e que responde  por pelo menos dez homicídios. Um homem com experiência em matar.

A prisão do criminoso expõe mais uma vez  o casal e as causas de um crime: a traição de Jordana e o ódio que Joabson passou a sentir pelo homem com o qual sua mulher compartilhava momentos íntimos.

E reforça o papel de Jordana na  condição de cúmplice. Um mulher que traiu duas vezes - o marido, que segundo consta, a humilhava e espancava; e o sargento com quem tinha um caso e fazia juras de amor.  Mas calou diante de um plano de assassinato.

Em tempo: a Polícia encontrou no celular do pistoleiro registro de uma ligação feita logo após o assassinato do sargento para o seu “contato”, o homem que intermediou o crime…

 

 

Texto dos Bastidores da Política*


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Mundo


26/01/2022

Correção