Compartilhe este texto

Na Síria, ataque a um presídio no nordeste do país deixa pelo menos 70 mortos

Por Estadão Conteúdo / Portal do Holanda

22/01/2022 13h05 — em
Mundo



Autoridades sírias estimam que mais de 70 pessoas tenham sido mortas na quinta-feira (20) no ataque ao presídio de Ghwayran, na cidade de Hasakeh, no nordeste da Síria. O local abriga cerca de 3.500 membros do Estado Islâmico, incluindo líderes do grupo. Na sexta-feira (21), em comunicado divulgado por sua "agência de notícias" Amaq, o grupo radical reivindicou a responsabilidade pelo ataque, afirmando que o objetivo da operação era libertar os presos.

"Pelo menos 28 membros das forças de segurança curdas, cinco civis e 45 combatentes do EI foram mortos", informou o diretor do Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH), Rami Rahman. Neste sábado, 22, o porta-voz das Forças Democráticas Sírias (SDF), dominadas pelos curdos, Farhad Shami, afirmou que a luta segue no lado norte da prisão, referindo-se a uma "situação excepcional dentro e ao redor" da penitenciária.

Muitas prisões nas áreas controladas pelos curdos da Síria, onde combatentes do antigo exército do EI são mantidos, eram originalmente escolas e, portanto, inadequadas para mantê-los detidos.

Guerra

A guerra na Síria, desencadeada em 2011 pela repressão a manifestantes pró-democracia, foi agravada ao longo dos anos com o envolvimento de potências regionais e internacionais, num contexto de emergência do Estado Islâmico. O conflito causou meio milhão de mortes, devastou o país e deslocou milhões de refugiados. (Com agências internacionais).


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Mundo

+ Mundo