Compartilhe este texto

Mãe de assassina de aluguel diz que chamará a polícia se filha aparecer

Por Folha de São Paulo

17/06/2024 13h30 — em
Mundo



SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A mãe de Aimee Betro, mulher acusada por autoridades britânicas de ser uma assassina de aluguel, diz que chamará a polícia se ela aparecer na sua casa.

Jeanne Johson diz que não vê a filha há anos, mas que não a deixaria entrar na sua casa. "Ela tem que parar de fugir. Ela tem que pagar o preço agora", afirmou em entrevista ao site Times, de Londres.

A polícia diz que Aimee foi recrutada por dois homens para cometer um assassinato em Birmingham, na Inglaterra, em 2019. Ela conseguiu se aproximar do alvo, mas a arma falhou no momento do ataque.

Aimee e os mandantes do crime foram condenados na semana passada, mas ela está foragida. Autoridades procuram ela nos EUA, para onde ela fugiu após a tentativa de homicídio, mas amigos e familiares sugerem que hoje ela mora na Armênia e trabalha como DJ.

"Basta rastrear o telefone dela e pegá-la", afirmou um amigo de Aimee à imprensa local. Conhecidos dizem que ela não parou de atualizar as redes sociais e que posta fotos até do apartamento.

A mãe dela também fez um apelo para que Aimee se entregasse. "Ela vai acabar sem lugares para se esconder e não tem mais para onde ir. Agora é uma caçada internacional. Ela não vai poder voar para lugar nenhum".

Jeanne diz que a filha saiu de casa há cinco anos e cortou relações com a família. "Ela simplesmente se levantou, saiu e deixou todas as coisas dela. Parou de falar comigo e com todos os membros da família. Não sei o que deu nela, mas não há nada que eu possa fazer agora".

Pai e filho, Mohammed Nazir e Mohammed Aslam, queriam que Aimee matasse o dono de uma loja de roupas por vingança após uma discussão em 2018. Ela saiu dos EUA para cometer o crime.

Aimee chegou no local disfarçada com um hijab, segundo as autoridades. Depois que a arma falhou, ela voltou horas depois e deu três tiros em direção à casa de seu alvo. Ninguém ficou ferido.

Pai e filho foram considerados culpados de conspiração para homicídio na semana passada por seu papel na tentativa de homicídio. A sentença será divulgada em 9 de agosto.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Mundo

+ Mundo