Compartilhe este texto

Mácron diz que acordo Mercosul-União Europeia 'é incoerente'; Lula rebate

Por Estadão Conteúdo (Agência Estado)

02/12/2023 13h15 — em
Mundo



O presidente francês, Emmanuel Macron, afirmou neste sábado, 2, que é contra o acordo entre o Mercosul e a União Europeia e afirmou que o tratado é incoerente com a política ambiental brasileira. Macron criticou o acordo, que classificou como "antiquado", e que ele não é "bom para ninguém".

Lula tem tentado destravar o acordo entre os blocos, sem sucesso. O presidente pretende viabilizar um consenso sobre o tema antes da reunião do Mercosul, no Rio de Janeiro, na semana que vem.

Macron elogiou Lula, a quem classificou como "visionário e corajoso", e disse que há muito alinhamento entre as visões do Brasil e da França, sobretudo em relação ao combate ao desmatamento, políticas para Amazônia, na área de Defesa, Economia e Cultura.

"E é justamente por isso, por isso mesmo, que sou contra o acordo Mercosul-UE, porque acho que é um acordo completamente contraditório com o que ele está fazendo no Brasil e com o que nós estamos fazendo, porque é um acordo que foi negociado há 20 anos, e que tentamos remendar, e está mal remendado", disse.

Em seguida, Macron citou outros acordos celebrados, como com o Canadá, a Nova Zelândia e o Chile. "Não leva em conta a biodiversidade e o clima dentro dele. É um acordo comercial antiquado que desmantela tarifas. Nos últimos anos, esses acordos foram bastante aprimorados", criticou.

Macron visitará o Brasil no dia 27 de março de 2024. A confirmação foi feita por ele neste sábado, 2, durante encontro bilateral com o presidente Lula. O Brasil tenta retomar a boa relação com a França após as rusgas entre os dois países durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Resposta

O presidente Lula rebateu as declarações do presidente da França, Emmanuel Macron, feitas durante entrevista coletiva na COP-28.

"É um direito dele (Macron). Cada país tem um direito de ter uma posição. Eu acho que é um direito dele ser contra. O Macron sempre foi, a França sempre foi o país mais duro para fazer acordo porque a França é o mais protecionista. Não é a mesma posição da União Europeia, que pensa outra coisa", disse o presidente.

Mais cedo, durante discurso de Lula em reunião do G77+ China, grupo que reúne países desenvolvidos, o presidente criticou barreiras protecionistas, o que classificou como hipocrisia.

"Barreiras protecionistas e medidas unilaterais impostas por países ricos sob o pretexto da sustentabilidade desnudam a hipocrisia da retórica do livre comércio. Os custos das transições do mundo desenvolvido estão sendo transferidos para o Sul Global. Nós, que já somos os mais afetados pela mudança do clima, estamos sendo duplamente punidos", disse o presidente.

*A repórter viajou a convite do Instituto Clima e Sociedade


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Mundo

+ Mundo