Compartilhe este texto

Israel quer acordo de trégua, mas Hamas precisa recuar de 'demandas lunáticas', diz Netanyahu

Por Estadão Conteúdo (Agência Estado)

25/02/2024 17h43 — em
Mundo



O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, afirmou em entrevista neste domingo (25) à emissora americana CBS que seu país quer um acordo de trégua e troca de reféns com o Hamas. Segundo ele, porém, o grupo palestino precisa primeiro recuar de "pedidos lunáticos".

Netanyahu reafirmou, além disso, que tem mais três objetivos na guerra: libertar reféns; destruir o Hamas; e garantir que a Faixa de Gaza não mais represente um risco para Israel no futuro. O acordo, caso se confirme, significaria troca de reféns e uma trégua de seis semanas, mas o premiê israelense reafirmou que ainda pretende conseguir cumprir seus objetivos no conflito.

Questionado sobre a pressão de Washington para recuar nos confrontos, Netanyahu argumentou que é crucial mantê-los. Segundo ele, deixar o Hamas com o controle de parte de Gaza seria o equivalente a permitir que o Estado Islâmico fosse poupado e mantivesse um território sob seu comando.

Netanyahu argumentou que, quando Israel lançar uma operação militar em Rafah, estará a semanas de uma vitória na guerra. Aliados e organizações humanitárias, porém, temem uma escalada nas vítimas, diante dos mais de 1 milhão de civis na cidade, já enfrentando grave crise humanitária pelos confrontos na região. O premiê defendeu a estratégia de retirar os civis antes de ataques como positiva, e criticou o Hamas por usar civis como escudo humano. "Os EUA concordam conosco no objetivo de destruir o Hamas", disse.

"Não podemos conseguir a paz se não vencermos a guerra", afirmou Netanyahu. Ele disse ainda ser contra um eventual reconhecimento unilateral da Palestina por outros países. E disse que o Hamas forçou a guerra, com seu ataque contra civis em 7 de outubro passado em território israelense. Ele acusou o Hamas de cometer "duplo crime de guerra", ao atacar civis e ao se esconder atrás deles na hora dos ataques.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Mundo

+ Mundo