EUA: secretário diz que supostos abusos contra imigrantes são investigados

Por Estadão Conteúdo / Portal do Holanda

24/09/2021 15h59 — em Mundo

O secretário de Segurança Interna dos Estados Unidos, Alejandro Mayorkas, afirmou que há uma investigação em andamento para apurar supostos abusos de autoridades do país contra imigrantes perto da fronteira com o México. No último fim de semana, foram reveladas imagens nos EUA que mostravam patrulheiros da fronteira sobre cavalos aparentemente agredindo com rédeas imigrantes haitianos. O presidente Joe Biden já lamentou o episódio e disse que haverá "consequências".

Nesta sexta-feira, Mayorkas afirmou ter ficado chocado com as "imagens horríveis" e "perturbadoras" e também disse que elas remetem a um "racismo sistêmico" no país. "O departamento não tolera nenhum maltrato a nenhum imigrante", garantiu. Ele disse que o governo atual herdou um sistema problemático de asilo e busca repará-lo. Atualmente, porém, o secretário disse que tem sido usada uma diretriz conhecida como "Title 42", do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), para expulsar imigrantes ilegais por causa dos riscos com a pandemia da covid-19.

Questionado sobre o que ocorreu com os imigrantes que aparecem nas imagens, Mayorkas disse que parte dos haitianos foi deportada de volta a seu país de origem. Segundo ele, mesmo com a crise atual, o Haiti ainda tem a capacidade de receber de volta essa população. Uma outra parcela dos imigrantes ilegais está retida esperando os trâmites de seus processos, comentou. Ao ser perguntado se não seria "imoral" mandar haitianos de volta no contexto atual do Haiti, o secretário disse que não concordava com isso e que as expulsões eram feitas por um "imperativo de saúde".


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Mundo