Comitê Opep+ reafirma compromisso com cortes na produção até dezembro

Por Estadão Conteúdo / Portal do Holanda

19/10/2020 13h54 — em Mundo

O Comitê de Monitoramento Ministerial Conjunto (JMMC, na sigla em inglês) da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) reiterou o compromisso com os cortes de produção acordados entre os membros do grupo até dezembro deste ano, mas não fez propostas adicionais para equilibrar a oferta da commodity energética em 2021. Além disso, em comunicado divulgado após uma reunião realizada nesta segunda-feira, 19, o comitê observou que a recuperação econômica global desacelerou recentemente.

"O Comitê reafirmou os compromissos de todos os países participantes de alcançar a plena conformidade e compensar quaisquer lacunas nos planos de compensação apresentados ao Comitê por um período prolongado até dezembro de 2020", diz um trecho do documento. O JMMC também frisou que os países que fazem parte da Opep+ foram "incentivados a aumentar seus esforços para compensar volumes superproduzidos para atingir o objetivo de reequilíbrio do mercado e evitar atrasos indevidos no processo".

De acordo com o comitê, houve um desempenho "positivo" no nível geral de conformidade com o acordo de cortes na produção em setembro. O JMMC também reiterou o apelo para que os países que apresentam "baixo desempenho" nos cortes implementem medidas rapidamente.

"O Comitê observou que a recuperação econômica desacelerou devido ao ressurgimento de casos de covid-19 nas principais economias, particularmente nas Américas, Ásia e Europa", alertou o comitê. O JMMC disse, ainda, que os países produtores de petróleo precisam se manter "vigilantes" por causa de "condições e perspectivas precárias do mercado".

Mais cedo, a Reuters havia adiantado que não haveria novas propostas do comitê neste momento.