Chile suspende abertura de fronteiras e barra viajantes de 7 países africanos devido à ômicron

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

30/11/2021 14h35 — em Mundo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governo do Chile anunciou nesta segunda-feira (29) a suspensão da abertura de três pontos de sua fronteira terrestre e a proibição da entrada de pessoas vindas de sete países africanos. As novas restrições foram impostas devido à variante ômicron do coronavírus.

Estavam previstas para reabrir na quarta (1º) as passagens de Chacalluta, na fronteira com o Peru, Pino Hachado, com a Argentina, e Colchane, com a Bolívia. Segundo Alberto Dougnac, subsecretário de Redes Assistenciais, a situação será reavaliada em duas semanas, de acordo com a evolução epidemiológica nacional e internacional da nova cepa.

A ômicron foi identificada pela primeira vez na semana passada na África do Sul e já se expandiu para países como Reino Unido, Alemanha, Canadá, Holanda, Israel, Portugal, Áustria, Escócia e Espanha.

O Chile também anunciou que, a partir de quarta, está proibida a entrada de estrangeiros não residentes no país que tenham estado nos últimos 14 dias na África do Sul, no Zimbábue, na Namíbia, em Botsuana, no Lesoto, em Eswatini ou em Moçambique.

A mesma medida foi adotada pelo Equador. O presidente Guillermo Lasso anunciou que quem esteve na África do Sul, em Botsuana, no Egito, em Moçambique, no Lesoto, no Zimbábue, em Eswatini e na Namíbia será barrado no país.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Mundo