Campanha de Trump acusa comissão de debates de favorecer Biden e exige mudanças no próximo evento

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

19/10/2020 20h33 — em Mundo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Na tarde desta segunda-feira (19), o chefe de campanha de Donald Trump, Bill Stepien, acusou a comissão responsável pelos debates de favorecer Joe Biden e pediu que ela reformulasse os temas do próximo e último confronto, marcado para esta quinta-feira (22).

Em uma carta, republicada em seu Twitter, Stepien afirma que os temas anunciados pela moderadora do debate, Kristen Welker - combate à Covid-19, famílias americanas, raça, mudança climática, segurança nacional e liderança- fogem ao foco combinado originalmente, que deveria ser política exterior.

Entre outras coisas, Stepien acusa a comissão de "ter transformado a temporada de debates num fiasco" e Biden de "estar desesperado para evitar o tema", "ter apoiado incontáveis guerras", "ter defendido os interesses da China durante 47 anos" e ser inflexível com relação às datas. Ele também disse ser inaceitável que os candidatos tenham seu microfone cortado ao ultrapassarem o tempo de fala, prática que será adotada após o episódio caótico do primeiro evento, em 29 de setembro.