Bolsonaro na CPI é assunto internacional, jornais destacam fake news e remédios ineficazes

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

27/10/2021 10h07 — em Mundo

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A votação do relatório da CPI da Covid foi assunto também em jornais internacionais. Na cobertura, as mídias norte-americana e europeia destacaram a postura negacionista de um dos maiores alvos da comissão, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por desinformação sobre a covid-19, recomendação de medicamentos ineficazes, declaração falsa ligando o imunizante à Aids e por promover aglomeração sem uso de máscara.

O canal britânico Sky News disse que Bolsonaro sabotou as medidas de contenção do coronavírus propostas pelos governadores.

"Ele constantemente recomendou remédio contra malária, mesmo depois de testes demonstrarem que não é eficaz contra a covid-19. Ele mobilizou aglomerações sem usar máscara e incitou dúvidas sobre a vacina."

Canal britânico Sky News, sobre Bolsonaro

A CNN dos Estados Unidos ecoou críticas semelhantes e adicionou.

"Há muito tempo Bolsonaro minimizou a seriedade do coronavírus e falou ser necessário priorizar a saúde econômica do Brasil."

CNN dos Estados Unidos

A agência francesa AFP comentou sobre as "várias vezes" em que o presidente brasileiro teve posts apagados nas redes sociais por "espalhar informações falsas e encorajar a população a violar políticas de distanciamento social".

O texto da AFP também citou a mentira de que a vacina contra o coronavírus levaria ao desenvolvimento de Aids, dada na live de Bolsonaro na última quinta-feira (21).

A reportagem publicada pela agência norte-americana AP apontou as vezes em que o presidente recomendou medicamentos ineficazes.

"Bolsonaro se defendeu dizendo que ele estava entre os poucos líderes mundiais corajosos o suficiente para desafiar o politicamente correto e recomendações mundiais de saúde."

Agência norte-americana AP

Já a britânica BBC destacou quando, no meio de uma das piores ondas da covid-19, Bolsonaro pediu para os brasileiros pararem de reclamar da doença.

"Para muitos, é tarde demais. As famílias dos mortos vão querer saber para onde esse relatório vai levar."

BBC, do Reino Unido

O texto do canal também reforçou que a postura do presidente não mudou ao longo da pandemia. "Ele continuamente espalha notícias falsas nas redes sociais", disse, ao citar a declaração ligando o imunizante à Aids e a consequente remoção do vídeo pelo Facebook.

CPI aponta dez crimes de Bolsonaro

Ontem à noite, a CPI da Covid aprovou, por 7 votos a 4, o texto final do relator Renan Calheiros (MDB), que sugere o indiciamento de 78 pessoas, entre elas o presidente da República.

Contra Bolsonaro há alegações que apontam o cometimento de dez crimes.

Veja quais são: epidemia com resultado morte; infração de medida sanitária preventiva; charlatanismo; incitação ao crime; falsificação de documento particular; emprego irregular de verbas públicas; prevaricação; crimes contra a humanidade, nas modalidades extermínio, perseguição e outros atos desumanos; crime de responsabilidade devido à "violação de direito social"; crime de responsabilidade devido à "incompatibilidade com dignidade, honra e decoro do cargo.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Mundo