Acusada de fraude, Miss Bumbum é desclassificada do concurso

Por Portal do Holanda

28/10/2014 17h06 — em Famosos & TV


Divulgação
 

Lívia Santos, representante do Tocantins no Miss Bumbum, foi desclassificada do concurso.

De acordo com a organização do evento, a candidata recebeu votos através de um programa automático de computador que registra os mesmos diretamente no banco de dados, ou seja, os votos seriam computados fora da página de votação configurando prática de hacker.

Procurada, Lívia nega a acusação e afirmar ser vítima de extorsão para vencer a competição. "Estou indignada. Me pediram R$ 30 mil para vencer", contou a modelo ao "Ego".

Vale lembrar que Lívia entrou no lugar de outra candidata também desclassificada. Na ocasião, ela estava em 15º lugar e, para poder se recuperar, decidiu contratar pessoas para votarem nela. De acordo com ela, o organizador do evento, Cacau Oliver, não viu problema e chegou a relatar a imprensa a iniciativa da concorrente.

"Em um mês cheguei em segundo lugar com a ajuda de amigos e das pessoas que contratei. Pesquisando na internet qualquer um tem acesso ao número de votos de cada candidata. Na sexta-feira, 24, eu estava acompanhando a votação e vi que de repente surgiram 6 mil votos a mais para a concorrente que está em primeiro lugar, Claudia Alende. Liguei para o Cacau questionando e ele ficou surpreso por eu ter descoberto", disse ela, que acredita que Cacau adulterou o número de votos para Claudia Alende ganhar.

Disposta a vencer a competição, Lívia contrato pessoas para votarem nela. "Tenho nota fiscal das lan houses, tenho como pegar declaração das pessoas que votaram em mim sábado e domingo por 48 horas. Foram 52 computadores que geraram 86 mil votos num fim de semana. Foi assim que consegui passar a Cláudia e fiquei em primeiro no ranking. Tenho tudo anotado, inclusive a numeração de todas as máquinas", argumentou.

De acordo com Lívia, após vê-la na liderança, Cacau a acusou de fraude e disse que iria desclassificá-la. "Ele não tem como provar. Ele acha que adulterei os números finais, mas tenho até fotos das pessoas votando. Ontem à noite brigamos. Ele é uma pessoa descontrolada e destemperada, que não escuta a gente. Disse: 'Eu sou o dono do concurso, ponho e tiro quem eu quero'. Tenho tudo gravado. Ele mandou o assistente dele, Felipe, me fazer uma proposta. Estou indignada. O Felipe conversou com o meu marido e disse que o Cacau estava convicto que houve fraude, mas que se eu pagasse R$ 30 mil eu vencia o concurso. Que ele me garantia o primeiro lugar na internet, sendo que eu já estava na frente", afirmou ela.

Agora, Lívia pretende resolver o problema na Justiça. "Vou fazer um boletim de ocorrência hoje. Ele me tirou do concurso e não vai ficar barato. Além de me tirar, a Claudia Alende foi para primeiro lugar e com 10% a mais na votação. Até nisso ele é uma fraude e está roubando", acusou a modelo.