Covid: Inpa retorna à jornada de trabalho remoto em Manaus

Por Portal do Holanda

12/01/2021 16h50 — em Manaus

Manaus/AM - Com o expressivo aumento do número de casos e mortes por covid-19 no Amazonas, especialmente na cidade de Manaus, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) suspendeu o cronograma de retorno às atividades presenciais dos servidores, empregados públicos e estagiários, e retornou ao trabalho remoto. A medida foi publicada na segunda-feira (11).

Uma nova portaria estabelece que a Fase 1 de retorno presencial terá início no dia 29 de março deste ano, e cada uma das três fases terá duração de duas semanas [Fase 1 – 29 de março, Fase 2 – 12 de abril e Fase 3 – 26 de abril]. A quarta fase só terá início com o fim da decretação do Estado de Emergência em Saúde Pública pelo Governo Federal.

Também foi revogada a Portaria nº 4241, de 30 de dezembro de 2020, que suspendia a Fase 3 de retorno presencial do Inpa de 26 de dezembro a 10 de janeiro, como medida de enfrentamento à Covid-19. No Instituto, cerca de 50% dos servidores são do grupo de risco e desde março estão em trabalho remoto.

Alunos e bolsistas também entram em trabalho remoto por seu retorno presencial estar associado à fase 3 de retorno presencial. O Bosque da Ciência permanece com as visitas suspensas.

No período de retorno ao trabalho remoto, a prestação de todos os serviços deve ser mantida remotamente, permanecendo assegurados de forma presencial apenas os serviços essenciais presenciais, a exemplo da alimentação animal e manutenção de experimentos, conforme foi definido pelas Coordenações anteriormente e disponível no Processo SEI 01280.000401/2020-85.

Para tomar a decisão, a Direção do Inpa levou em conta a Decisão Judicial, de 2 de janeiro de 2021, que determina a suspensão das atividades dos estabelecimentos não essenciais pelo prazo de 15 dias, e o Decreto Municipal nº 5.001, de 4 de janeiro de 2021, no qual Manaus foi declarada em situação emergencial pelo período de 180 dias.


+ Manaus