Pelo Facebook, advogado descobre favorecimento

Por Portal do Holanda

18/08/2015 13h25 — em Justiça & Direito

Técnicos em informática e usuários da internet admitem que ´todo mundo´ com conta no Facebook será achado nas pesquisas.

Um dia desses, o advogado Rogério Reif compareceu à 2ª Vara do Trabalho em Esteio (RS), defendendo a reclamada Brasil Foods. No decorrer da audiência, o reclamante chamou sua testemunha, que tinha sobrenome e endereço totalmente diversos do autor da ação. O depoimento foi colhido normalmente.

Um dia após, o advogado obteve a informação de que o reclamante e a testemunha eram irmãos de criação. Pesquisou, então, no Facebook, cruzou dados, e obteve fotos e informações necessárias para a prova do vínculo entre as duas pessoas. Embora aparentemente de forma intempestiva, peticionou fazendo a contradita que corria o risco de ser recebida como extemporânea. A juíza Gabriela Lenz de Lacerda referiu que, então, “acessei o perfil da testemunha no Facebook”, concluindo – após o cotejo com todas as provas colhidas – “o nítido propósito do depoente em favorecer o reclamante”. (Proc. nº 0020587-49.2014.5.04.0282).

Fonte: Espaço Vital