Área em regularização fundiária não pode ter casa demolida, diz Justiça

Por Portal do Holanda

12/01/2021 10h24 — em Justiça & Direito

TRF1 garante integridade de moradia no Distrito Federal - Foto: Divulgação

Brasília/DF - A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) confirmou, de forma unânime, a sentença, do Juízo da 4ª Vara do Distrito Federal, que impediu a Secretaria do Patrimônio da União no Distrito Federal de demolir um imóvel no Setor Habitacional Vicente Pires/DF até que os estudos para regularização fundiária da área objeto da contenda sejam concluídos.

Depois de receber a notificação para desocupar o imóvel, a impetrante alegou ilegalidade da notificação, pois não foi garantido à moradora o direito ao contraditório prévio. O caso chegou ao TRF1 por meio da remessa oficial, situação em que é imprescindível a análise do 2º grau em processos com sentenças contrárias aos interesses da União.

O relator, desembargador federal Carlos Augusto Pires Brandão, ao analisar os autos, concluiu pela manutenção da sentença, voto que foi acompanhado pelos demais integrantes da Turma. 

Para o magistrado, não subsistem dúvidas quanto à propriedade da área do imóvel, pertencente à União. O que nessa hipótese legitima a União a determinar desocupação, demolição ou quaisquer outras medidas que o ente público entendesse cabíveis e necessárias para restabelecer a regularidade da ocupação do local.

Contudo, afirmou o magistrado que a própria Secretaria do Patrimônio da União declarou no processo que o imóvel encontra-se em área que deverá ser doada ao Governo do Distrito Federal (GDF) para fins de regularização fundiária. Ocorre que essa transação ainda não foi realizada em virtude de pendências administrativas. "A regularização do imóvel objeto da notificação e de todos os demais situados naquela região depende da realização de estudos que viabilizem a regularização fundiária da área. Assim, se mostra prudente resguardar a residência da impetrante de possível demolição até que tais estudos sejam concluídos", ponderou o relator.
 Processo nº: 0038594-20.2011.4.01.3400.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Justiça & Direito